PUBLICIDADE

Topo

Harvey Weinstein volta para a prisão após ter sido hospitalizado

Harvey Weinstein usou um andador para entrar no tribunal de Nova York para julgamento - REUTERS/Jeenah Moon
Harvey Weinstein usou um andador para entrar no tribunal de Nova York para julgamento Imagem: REUTERS/Jeenah Moon

De Universa

16/03/2020 17h12

Após ser condenado a 23 anos de prisão e hospitalizado no mesmo dia por problemas no coração, o ex-produtor de Hollywood Harvey Weinstein deve voltar à prisão na ilha Rikers ainda hoje.

De acordo com seu porta-voz, Juda Engelmayer, Weinstein já teve alta do Hospital Bellevue, em Nova York. Por enquanto, ele cumprirá sua pena no Comando da Enfermaria do Norte - -a ala médica da prisão, onde já estava detido antes da conclusão de seu julgamento.

Ele foi transferido para a ala médica na semana anterior ao julgamento, quando precisou passar por uma angioplastia após sentir dores no peito e sofrer de pressão alta. Engelmayer garantiu que Weinstein não sofreu um ataque cardíaco e não era um caso suspeito de coronavírus, como diziam boatos:

"Já se sabe que ele tem um coração fraco", o porta-voz comentou à revista Variety. "Então após a sentença, quando ele voltou para Rikers fraco e falando estranho, os funcionários acharam que seria melhor mandá-lo de volta [ao hospital] para garantir que nada aconteceria. Ele já teve problemas no coração e sérias questões de saúde, então quiseram garantir que ele estava bem."

Weinstein foi condenado por dois casos de estupro e assédio sexual. A sentença de 23 anos - quase uma prisão perpétua para o ex-produtor, que completa 68 anos nesta semana - ainda pode aumentar, já que ele aguarda o julgamento de quatro acusações pelos mesmos crimes em Los Angeles.

Violência contra a mulher