Topo

Novidades de beleza

Hidratação turbinada com vapor promete cabelo macio em poucas sessões

Novas tecnologias de hidratação prometem cabelo sedoso e macio - iStock
Novas tecnologias de hidratação prometem cabelo sedoso e macio Imagem: iStock

Paula Roschel

Colaboração para Universa

14/08/2019 04h00

Hidratação capilar é passo costumeiro por quem quer um cabelo com toque macio. Ela pode ser feita em casa ou no salão; tendo nesta última opção uma versão turbinada com novos e tecnológicos equipamentos de vapor d'água, chamados comercialmente de Nanomist, Power Mist e Íon Jet.

Há décadas, toucas térmicas e vaporizadores de formato arredondado, que parecem grandes capacetes, integram a decoração de salões. Porém, com o passar do tempo, tais estruturas foram aprimoradas e trazem consigo mais promessas de reposição de líquidos e transporte de nutrientes até partes do fio antes não acessadas. Mas será que contribuem, de fato, para alcançar mechas mais bonitas e saudáveis?

"A ideia de aparatos desse tipo é a mesma das toucas térmicas de antigamente; que tem como objetivo intensificar o poder de melhor penetração da queratina no fio. Como benefício do uso, há uma recuperação do cabelo aos danos de agentes externos, redução do frizz e hidratação profunda", diz a dermatologista Carla Bortoloto, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia Clínico Cirúrgica (SBDCC), de São Paulo.

Além disso, tais plataformas conseguem diminuir o tempo de espera do cliente, que poderia passar até meia hora em um lavatório com uma máscara de hidratação na cabeça. Com elas, o processo se reduz a poucos minutos.

Em São Paulo, dentro desse desejo de fios bonitos em tempo recorde, há três novas manobras:

Hidrapower

Acaba de ser lançado no DryClub, bar de escovas nos bairros paulistanos dos Jardins e do Itaim Bibi, um tratamento chamado Hidrapower. Nele, a ferramenta umidificadora usada para melhorar a penetração de máscaras hidratantes ou reconstrutoras é a Nanomist Hair.

O aparelho, segundo a empresa responsável por sua comercialização, converte água em nanomoléculas com diâmetro aproximado de 0.26 nanômetros, tamanho capaz de penetrar muito mais assertivamente nos fios do que moléculas de vapor comum.

"O passo a passo inclui lavagem, massagem no couro cabeludo e aplicação de máscara de nutrição ou reparação, dependendo da condição do fio. A partir daí, ele recebe o vapor do aparelho. Na sequência, volta para o lavatório, retira a máscara e ocorre a finalização, que é uma escova clássica", diz o cabeleireiro Will Guimarães, do DryClub Jardins.

O profissional conta ainda que é possível usar o Nanomist até mesmo em clientes com cabelos bem curtos, através de movimentos circulares, em toda a extensão da cabeça.

Íon Jet

Já no salão Pelle & Capelli o aparelho usado na 'hidratação turbinada' é de origem coreana, batizado como Íon Jet. Segundo o cabeleireiro João Lom, a ferramenta produz oxigênio carregado de íons positivos. "Além de melhorar a absorção de ativos contidos em produtos aplicados durante o tratamento, também ajuda a selar a cutícula. O processo com a bruma leva, em média, três minutos", explica.

O profissional indica que o Íon Jet seja usado em pessoas que sentem as mechas opacas, com pontas quebradiças e que embaraçam com facilidade.

Power Mist Therapy

No salão MG Hair, nos Jardins, a inovação vem em um lavatório tecnológico chamado Eden Plus, da marca italiana Maletti. Nele, os cabelos são higienizados, passam pela ação de uma máscara de reconstrução e, sequencialmente, ocorre a aplicação da bruma quente.

Neste tratamento, batizado como Power Mist Therapy, o tempo de pausa no vapor é de dez minutos, período em que o profissional pode ainda acessar o couro cabeludo da cliente por duas aberturas do lavatório e fazer uma massagem estimulante das têmporas até a nuca.

Calor do bem

Todos os procedimentos em questão envolvem o vapor quente. E calor é visto, popularmente, como inimigo dos fios; já que o banho muito quente pode sensibilizar o couro cabeludo e o secador pode danificar a fibra. Porém, não há o que temer nesses casos.

"Em relação à hidratação seguida da temperatura elevada, não são apresentados efeitos colaterais. Esse calor, com ou sem associação de máscaras capilares, não apresenta contraindicações, e pode ser usado inclusive em cabelos quimicamente tratados", finaliza Carla Bortoloto.

A indicação de hidratação do cabelo, segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, é de uma vez a cada 15 dias.

Hidratação turbinada com Íon Jet, Hidrapower e Power Mist Therapy

O que é? Tratamento capilar feito em salão. Ele usa uma máquina de vapor para melhorar a absorção de nutrientes de máscaras hidratantes ou reconstrutoras.
Resultados esperados: Cabelos mais saudáveis, brilhantes e com toque suave.
Duração: A aplicação do vapor dura de três a dez minutos. Para protocolo completo, que envolve lavagem; aplicação de máscara; vapor; outra lavagem e finalização com escova a duração é de uma hora, em média.
Quantidade de sessões: Uma a cada 15 dias, para cabelos muito ressecados. Manutenção mensal para fios com ressecamento baixo ou médio.
Contraindicação: Não há.
Manutenção: Após recuperação inicial dos fios, a cada 60 dias.
Valor da sessão: A partir de R$ 150.

Mais Novidades de beleza