Topo

Beleza


Beleza

Cerveja faz bem para cabelo e pele; veja como ela pode ser usada na beleza

Uma das matérias-primas da cerveja, o lúpulo atua como calmante na pele, além de ter propriedades antibacterianas e antioxidantes - Getty Images/iStockphoto
Uma das matérias-primas da cerveja, o lúpulo atua como calmante na pele, além de ter propriedades antibacterianas e antioxidantes Imagem: Getty Images/iStockphoto

Jessica Arruda

Colaboração para Universa

16/06/2019 04h00

A cerveja transcendeu o happy hour e ganhou espaço na rotina de beleza. Seus ingredientes têm altas concentrações de vitaminas, proteínas e aminoácidos capazes de restaurar os cabelos e auxiliar nos cuidados com a pele. Cevada, lúpulo e as leveduras viraram componentes de tratamentos para deixar os fios mais hidratados e a cútis livre de rugas e linhas de expressão.

Mas isso não significa que é preciso tomar ainda mais cerveja ou correr para o mercado e comprar uma pale ale para passar no rosto: as propriedades da bebida estão sendo usadas em cosméticos e procedimentos estéticos. Seja em forma de peeling, esfoliação ou até uma imersão na bebida.

"Graças à sua composição, a cerveja tem princípios hidratantes e adstringentes, além de vitaminas B1, B3 e E, selênio, ferro, fósforo, zinco e cobre, um 'time' conhecido por estar diretamente envolvido com a saúde da pele", explica a médica dermatologista Luciana Maluf.

Cerveja nos cuidados com a pele

Os benefícios da cerveja nos cuidados com a pele ultrapassaram a sabedoria popular e viraram alvo de pesquisas científicas. Cientistas islandeses conseguiram extrair da cevada uma proteína que promove a renovação celular, conhecida como EGF (sigla em inglês para Epidermal Growth Factor ou Fator de Crescimento Epitelial, em tradução livre).

Em termos práticos, significa que "a aplicação da cevada presente na cerveja na pele estimula a formação de novas células e minimiza os efeitos do envelhecimento natural da cútis", afirma a dermatologista.

Já o lúpulo, que confere aquele gostinho amargo tão característico da cerveja, é o ativo que atua como calmante na pele, além de apresentar propriedades antibacterianas e antioxidantes - que combatem a ação dos radicais livres responsáveis pelo desgaste celular.

"O lúpulo também que auxilia no clareamento de manchas, diminuindo a produção de melanina um pigmento que protege contra a radiação ultravioleta do sol e confere a cada um de nós o tom da cor da pele. O extrato de lúpulo em grau cosmético pode estar associado a cremes, séruns, entre outros produtos", conta a farmacêutica Karina Soeiro.

Peeling de cerveja

Mesmo com todas vantagens, não é recomendado utilizar as cervejas disponíveis no mercado. Especialmente os tipos pilsen vendidas em larga escala e que utilizam cereais como milho e arroz em seu processo de maturação. É preciso consultar um especialista, que vai indicar a melhor maneira de usar tanto a cevada quanto o lúpulo em tratamentos de pele.

Um dos procedimentos mais utilizados é o peeling de cerveja, que combina extrato de lúpulo e ácido extraído de amêndoas amargas para prevenir os primeiros sinais de envelhecimento da pele, diminuindo ainda a produção de sebo responsável pelo excesso de oleosidade.

"O peeling de cerveja também auxilia no tratamento de manchas na pele. E não é exclusivo para mulheres: também ajuda a cuidar da pele de homens que ficam com pelos encravados depois de barbear", esclarece a farmacêutica. O tratamento custa de R$ 250 a R$ 500 por sessão.

Cerveja para os cabelos

A dermatologista Luciana Maluf lembra que a cerveja também é eficiente nos cuidados com os cabelos. "Proteínas e antioxidantes ajudam a fortalecer as raízes capilares e a levedura pode até mesmo auxiliar no combate à caspa", revela.

Graças a grande quantidade de vitaminas do complexo B, a cerveja deixa os cabelos mais flexíveis e com brilho intenso. Especialmente aquelas puro malte, como IPA, pale ale e weiss. Segundo o médico cirurgião capilar e tricologista João Gabriel Nunes, elas têm aminoácidos que são facilmente absorvidos pela fibra capilar -- o que traz resultados na reestruturação e hidratação de cabelos quebradiços.

"O uso regular destas cervejas como máscaras no cabelo garante uma hidratação extra, além de impedir que as fibras fiquem danificadas por causa da ação do sol ou cloro da água do chuveiro, por exemplo", explica. Mesmo que essas cervejas artesanais consigam criar uma barreira de proteção no fio, é preciso usar com moderação. "Alertamos para o uso em excesso e recomendamos este tipo de hidratação de 15 em 15 dias, preferencialmente com cervejas de qualidade", completa.

Para amenizar o cheiro forte de cerveja ou deixar os cabelos com aspecto pegajoso, a dica é misturar a bebida junto com uma máscara comum de hidratação, deixando agir por 10 a 15 minutos e, depois, lavar normalmente e usar o condicionador de costume.