PUBLICIDADE
Topo

Bichos

Tudo o que você precisa saber para cuidar do seu pet

Muito além de preço: como escolher o melhor petshop para seu bichinho?

Não sabe como escolher o melhor petshop para seu bichinho? Fique de olho nestas dicas - Getty Images
Não sabe como escolher o melhor petshop para seu bichinho? Fique de olho nestas dicas
Imagem: Getty Images

Juliana Finardi

Colaboração com Nossa

03/07/2021 04h00

Qualidade dos produtos utilizados, especialização dos profissionais, a forma como o pet é recebido e, em tempos de pandemia, se os protocolos sanitários são seguidos à risca estão entre os principais itens a serem considerados na hora de escolher um petshop para confiar o seu bichinho de estimação.

Na opinião de Natália Espinosa Marins, groomer internacional e diretora da UAU Escola de Estética Animal (Sorocaba), escolher um petshop é como definir qual será a escola do filho.

"Então, antes de perguntar o preço, deve-se questionar quais são os diferenciais que o local tem, o que ele oferece que é importante para o tutor e se consegue atender as suas necessidade ou exigências. Sou a favor de conhecer a fundo não só o local, mas todos os profissionais envolvidos no processo", diz.

Preço é só um dos pontos para levar em conta na hora de escolher um petshop - Getty Images - Getty Images
Preço é só um dos pontos para levar em conta na hora de escolher um petshop
Imagem: Getty Images

Fique de olho nos seguintes critérios:

Preço

É aqui que estão inseridos alguns custos que também podem ser uma boa pista na hora da escolha do petshop.

Preço pode ser sim um sinônimo de qualidade, mas pode ser que não. Uma coisa que eu tenho certeza é que dificilmente um serviço barato consegue se manter com qualidade", opina Natália.

O que está inserido no valor do banho e tosa? Primeiramente, todo o custo operacional com comissões de profissionais tosadores, xampu, condicionador, perfume, enfeites, a máquina de cartão, os impostos e energia elétrica e água. Então, segundo a groomer, deve se levar em conta que, quanto melhores os produtos, melhor a mão de obra e o custo da operação acaba ficando mais caro.

Cachorro em banho e tosa - Getty Images - Getty Images
Imagem: Getty Images

Higiene

De acordo com o veterinário Rodrigo Semog, da SPet junto à Cobasi Guarulhos, a limpeza é outro fator importante a ser observado.

É preciso observar se o estabelecimento limpa com frequência a banheira e a mesa onde os procedimentos de banho e tosa são realizados. Além disso, observar se removem os pelos do chão e se utilizam toalhas limpas para cada cliente", recomenda.

Na dúvida sobre os pontos positivos, os tutores podem inverter o olhar para as características não tão boas e evitar, por exemplo, os locais mal cheirosos e sem ventilação adequada.

"Sem climatização com ar ou janelas e um ambiente que não seja limpo devem fazer o tutor correr do petshop em questão, porque se a gente parte do princípio que o ambiente não é limpo nem organizado, imagina o resto", avalia Natália.

Tosa do UAU Escola de Estética Animal  - Divulgação - Divulgação
Tosa do UAU Escola de Estética Animal
Imagem: Divulgação

Temperatura

De acordo com Natália, a temperatura ambiente deve ser de 23 graus para baixo. Por isso, o ar condicionado deve ser muito forte, principalmente na área de secagem onde são utilizados os turbos com jatos de ar quente.

"Temos de lembrar que cães e gatos não suam e é muito fácil que sofram de hipertermia. Também se não houver cuidado com os olhos, o xampu pode irritar e a escova de aço, arranhar a córnea. Deve-se preferir um profissional gabaritado também para não deixar cair água no conduto auditivo dos cães, o que pode ocasionar otites e infecções", indica.

Funcionários

Uma rotatividade grande de profissionais também deve pesar na balança como fator de rejeição. "Às vezes isso estabelece que não há uma boa liderança dentro do banho e tosa ou que a empresa pode não ser boa para se trabalhar, enfim, pode caracterizar que não existe uma boa gestão", diz Natália.

Atenção para todas as instalações do petshop - Getty Images - Getty Images
Atenção para todas as instalações do petshop
Imagem: Getty Images

Acomodações

O local e o tempo de espera pelo tutor ao final do banho podem ser motivo de estresse para o bichinho. Por isso, prefira locais com baias individuais e horários agendados.

As acomodações dos pets devem ser em baias individuais para garantir a segurança. Mesmo assim, quanto mais tempo os pets ficarem nesses locais, maior o estresse ocasionado.

O ideal é agendar o horário de banho e tosa e deixar o mínimo de tempo possível os pets nessas baias", afirma Rodrigo.

Quadro de funcionários também é critério importante para escolher petshop - Getty Images - Getty Images
Quadro de funcionários também é critério importante para escolher petshop
Imagem: Getty Images

Segurança

A segurança é o ponto-chave, na avaliação da veterinária Carla Alice Berl, fundadora da rede PetCare. "A entrada e saída do petshop têm de ter as chamadas gaiolas, que são duas ou três portas para o animal não ter acesso à rua porque o tempo todo temos notícias de pets que fugiram", afirma.

Carinho pelos pets

Seja qual for o critério de escolha, fundamental é mesmo o amor e satisfação do tutor e seu pet, como afirma a groomer Natália.

"Aquela sensação quando você percebe que além de muito bem qualificado, o profissional ama o trabalho que faz todos os dias.

Acho que amor pela profissão e qualificação do profissional que vai cuidar do seu cachorrinho ou do seu gatinho são essenciais."

Deixar seu pet nas mãos de quem gosta e entende é essencial - Divulgação - Divulgação
Deixar seu pet nas mãos de quem gosta e entende é essencial
Imagem: Divulgação

Brasil top 10 em petshops

De acordo com os dados mais recentes do Instituto Pet Brasil, o varejo pet especializado registrou mais de 40 mil estabelecimentos no país em 2020.

Dentre estes, a maior parte (80,5%) está na categoria de petshop do tipo loja de vizinhança, que se caracteriza por apresentar faturamento médio de R$ 60 mil a R$ 100 mil, possuir até quatro funcionários e oferecer cerca de 30% de cobertura do mix de produtos pet.

Ao concluir o ano com faturamento de R$ 40,8 bilhões, o mercado pet mantém o Brasil entre os top 10 do ranking mundial.