PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Colunistas: Corinthians adotou a postura correta no caso Rafael Ramos?

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

16/05/2022 11h43

Classificação e Jogos

A prisão em flagrante de Rafael Ramos, do Corinthians, por injúria racial após acusação de Edenílson, do Internacional, foi a grande marca da sexta rodada do Campeonato Brasileiro. O lateral foi liberado e não ficou mais tempo sob custódia depois de o clube alvinegro realizar o pagamento de uma fiança de R$ 10 mil.

O Corinthians chegou a soltar uma nota oficial dizendo que 'coerente com seus 111 anos de história, repudia e não compactua com o racismo' e prometeu também colaborar com as investigações.

"O atleta Rafael Ramos foi ouvido pelo clube e deu versão diferente do incidente no Beira-Rio, durante a partida contra o Internacional pelo Brasileirão 2022. Logo depois, seguro de que não proferiu injúria racial, fez questão de se explicar a Edenilson, no vestiário do Internacional", diz trecho da nota.

Vale lembrar que, no ano passado, Danilo Avelar, então lateral do Corinthians, cometeu um ato de injúria racial enquanto jogava uma partida de 'CS:GO' e foi informado de que não jogaria mais pelo clube.

Diante do novo caso, nós convocamos os colunistas do UOL Esporte para responderem sobre a seguinte questão: o Corinthians adotou a postura correta no caso Rafael Ramos? Confira as respostas:

A nota do Corinthians me pareceu protocolar. Claro que o clube vai dizer que é contra o racismo -- e, de fato, já tomou atitudes coerentes com essa postura --, mas qualquer indício de que dará o mesmo peso à voz da vítima e à do acusado é preocupante.
ALICIA KLEIN

Sim, o caso é bem sério e precisa ser investigado antes de qualquer conclusão, ainda que não se possa desacreditar da palavra de quem denuncia.
DANILO LAVIERI

Não. Não teve a firmeza necessária para repudiar qualquer ato racista. Uma coisa é defender seu empregado, outra é tentar passar pano como fez. Neste momento o Corinthians tem seus cartolas acusados de serem caloteiros e dois jogadores acusados por estupro e racismo.
JUCA KFOURI

Sim. Houve um ruído de informação do diretor Roberto de Andrade, quando disse após o jogo que Edenilson e Rafael Ramos se acertaram, o que não ocorreu. Mas o Corinthians não duvidou publicamente da acusação do jogador do Inter e tampouco condenou seu atleta. Vai esperar as investigações, o que parece ser a postura sensata no momento.
MARCEL RIZZO

Sim, desde que apoie a investigação. Se for confirmado o ato de racismo, deve demitir o jogador. Caso contrário, deve processar Edenílson.
MENON

Não. Ainda que não haja até aqui comprovação da injuria racial seria preciso um posicionamento mais contundente a respeito do racismo, do aumento das denúncias, do visível abalo do jogador que alegou ter sido ofendido, de como o episódio mudou o rumo da partida porque ficaram todos claramente impactados em campo. Não significa, obviamente, culpar Rafael Ramos já que a perícia não entrou nesse jogo e tudo o que temos é uma palavra contra a outra. Mas teria sido muito importante que o "time do povo" tivesse adotado uma postura mais firme e contundente em relação a esse episódio. Uma postura que desse conta de apontar os horrores do racismo mesmo que de forma genérica. Seria preciso levar em conta que, em casos como esses, a palavra da vítima tem um peso maior. Dizer que a palavra da vítima não pode ser de forma alguma desacreditada e que, se ficar provada a injuria racial, o jogador que a cometeu não joga mais no clube. Acho que faltou atitude, contundência. Não é uma acusação qualquer e me parece que ela foi assim tratada.
MILLY LACOMBE

Impossível condenar a postura do clube. Mas acontece que será a palavra de um contra outro. Pela leitura labial é complicado ter 100% de certeza que Rafael Ramos falou o que Edenilson disse que ouviu. A única forma de solucionar o caso seria se o português confessasse, o que duvido que acontecerá. Logo, creio que o caso acabará em pizza. Infelizmente, porque Edenilson não teria motivos para inventar uma acusação tão grave.
MILTON NEVES

Sim, o Corinthians agiu corretamente. O clube se posicionou contra o racismo e evitou agir como juiz. É preciso aguardar a conclusão do caso nas esferas policial e judicial.
PERRONE

Sim. O Corinthians agiu rápido no caso do Danilo Avelar, quando não houve qualquer tipo de dúvida. Agora, decidiu não condenar Rafael Ramos sem a comprovação.
RODOLFO RODRIGUES

Sim. O Corinthians, em nenhum momento, desacreditou a vítima Edenilson nem condenou por antecipação Rafael Ramos. Importante acompanhar qual será a postura do clube se o caso for elucidado, com a comprovação da culpa ou inocência de Rafael Ramos.
VITOR GUEDES

Corinthians