PUBLICIDADE
Topo

Copa do Brasil - 2021

Fluminense encara RB Bragantino por vaga, fim de tabu e nova marca de Fred

Atacante Fred, do Fluminense, em duelo contra o Red Bull Bragantino, pela Copa do Brasil - Lucas Merçon / Fluminense F.C.
Atacante Fred, do Fluminense, em duelo contra o Red Bull Bragantino, pela Copa do Brasil Imagem: Lucas Merçon / Fluminense F.C.

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

09/06/2021 04h00

Classificação e Jogos

O Fluminense entra em campo hoje (9), contra o Red Bull Bragantino, na luta por uma vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil. Mais que isso, tenta quebrar um tabu, uma vez que busca a primeira vitória no Nabi Abi Chedid, casa do adversário de logo mais. Nesta missão, conta com o luxuoso auxílio do atacante Fred, que pode atingir nova marca expressiva.

Os comandados de Roger Machado entram em campo com a vantagem de terem vencido o primeiro duelo, no Maracanã, por 2 a 0. Sendo assim, podem perder por até um gol de diferença para avançar na competição.

Garantir a vaga com um triunfo se torna importante para virar uma página. Isso porque o Flu nunca saiu do Nabi Abi Chedid, originalmente conhecido como Estádio Marcelo Stéfani, com os três pontos.

Até aqui, foram, ao todo, 11 encontros entre as equipes na História, sendo quatro em Bragança Paulista. Destes duelos, três foram ainda na época em que a equipe se chamava apenas Bragantino, e, no ano passado, já após parceria com a Red Bull.

O primeiro confronto foi na semifinal do Campeonato Brasileiro de 1991. À época, o regulamento concedia algumas vantagens para o time de melhor campanha, neste caso, o Bragantino. Depois da derrota por 1 a 0 no Maracanã, o Fluminense foi a Bragança já sem chances de classificação — o duelo terminou empatado em 1 a 1.

"Essa semifinal foi um pouco diferente. Até hoje não entendo direito esse regulamento. Porque a gente perdeu o primeiro jogo e ficou sem chance [de chegar à final]. Qualquer resultado fora de casa, pelo que me lembro, a gente não ia conseguir passar para a próxima fase. Lembro que a gente já foi para lá naquela de 'não adianta', em clima meio amistoso. As pessoas, na época, até criticaram isso [o regulamento], porque 1 a 0 você consegue reverter, inclusive saímos na frente. Mas nesse caso, não iria adiantar", disse Alexandre Torres, ex-zagueiro tricolor, em trecho de uma entrevista ao site da CBF publicada no ano passado.

Depois, foram três vitórias dos donos da casa em diferentes edições do Brasileiro. Em 1995, 1 a 0, com gol de Franklin, jogador que teve passagem pelas Laranjeiras. Dois anos depois, 3 a 1, com dois de Paulinho e um Ronaldo Alfredo, Roni marcou para o Flu. No ano passado, já como Red Bull Bragantino, resultado positivo por 2 a 1 — Alerrandro e Luis Phelipe marcaram para o time de São Paulo, enquanto Nenê foi o autor do gol tricolor.

Fred perto de nova marca

A vitória na última quarta-feira começou a ser pavimentada com gol de Fred, que abriu o placar no Maracanã. O camisa 9 e ídolo tricolor pode, inclusive, atingir mais uma marca individual na carreira. Com 35 gols na Copa do Brasil, ele está a um de igualar Romário como maior artilheiro da competição.

Destes, 28 gols foram marcados com a camisa do Fluminense, clube com o qual criou grande identificação. Na atual temporada, ele também passou a ser o segundo maior artilheiro da história do Tricolor, com 185 gols, ultrapassando Orlando Pingo de Ouro — na liderança está Waldo, com 319.

Após o triunfo no primeiro duelo com o Red Bull Bragantino, Fred reverenciou Romário e indicou que a aposentadoria está próxima.

"Conseguimos um bom resultado. Sabemos da qualidade e intensidade do Bragantino. A gente fez um jogo inteligente, criou e matou o jogo. Primeira decisão abriu vantagem boa, mas não é o suficiente. Tem 90 minutos lá. Estou feliz pelo gol, espero fazer mais um lá para encostar no meu ídolo, nosso ídolo do Brasil. Espero poder fazer esse ano porque o fim está próximo", disse.

Dos seis maiores artilheiros da Copa do Brasil, o camisa 9 do Flu é o único a ainda estar em atividade. O top 6 dos goleadores conta ainda com Viola, com 29 gols, Oséas e Paulo Nunes, com 28 cada, e Dodô, que marcou 26 vezes.

FICHA TÉCNICA
RED BULL BRAGANTINO X FLUMINENSE


Competição: Copa do Brasil
Local: Nabi Abi Chedid, em Braganca Paulista (SP)
Dia: 9 de junho de 2021, quarta-feira
Horário: 21h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa / GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa /GO) e Bruno Raphael Pires (Fifa / GO)

Red Bull Bragantino: Julio César; Aderlan, Léo Ortiz, Natan (Fabrício Bruno) e Luan Cândido (Edimar); Jadsom, Lucas Evangelista e Cuello; Artur, Pedrinho (Helinho) e Ytalo. Técnico: Maurício Barbieri

Fluminense: Marcos Felipe; Samuel Xavier, Manoel, Luccas Claro e Egídio; Martinelli, Yago Felipe e Nene; Caio Paulista, Fred e Gabriel Teixeira. Técnico: Roger Machado