PUBLICIDADE
Topo

Um ano após 'banco', Arrascaeta é escalado até 'no limite' e celebra fase

Arrascaeta comemora gol da virada diante da Portuguesa-RJ, no último jogo do Flamengo antes da paralisação - Thiago Ribeiro/AGIF
Arrascaeta comemora gol da virada diante da Portuguesa-RJ, no último jogo do Flamengo antes da paralisação Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

20/03/2020 04h00

Autor do gol da virada sobre a Portuguesa, último jogo do Flamengo antes da paralisação por conta do coronavírus, Arrascaeta inicia 2020 com 'vaga cativa' no time e bons números. Isso quase um ano depois de ter sido um dos principais pontos de discórdia entre a torcida rubro-negra e o então técnico Abel Braga.

Em nove partidas disputadas até aqui, Arrascaeta fez dois gols — contra Athletico Paranaense, na final da Supercopa do Brasil, e contra a Portuguesa, pelo Campeonato Carioca — e deu quatro assistências, sendo duas no Estadual e duas na Libertadores. Titular em todas vezes em que jogou, soma 688 minutos em campo.

Após se destacar pelo Cruzeiro, o meia uruguaio chegou ao Flamengo no começo do ano passado como, até aquele momento, a contratação mais cara da história do clube — foram envolvidos, ao todo, R$ 80.354 milhões. Porém, sob o comando de Abel Braga não foi titular, o que causou insatisfação de parte dos rubro-negros.

O estopim foi no dia 3 de abril, em confronto com o Peñarol, do Uruguai, no Maracanã, pela fase de grupos da Libertadores. Arrascaeta começou no banco de reservas e ali permaneceu durante os 90 minutos. Viatri, aos 42 minutos do segundo tempo, fez o gol da vitória dos uruguaios. Ao apito final, vaias e o sinal claro do desgaste da relação entre Abel e a arquibancada.

Abel pediu demissão, veio Jorge Jesus, e Arrascaeta virou titular, estando em campo em 27 jogos dos 40 que o Flamengo teve em 2019 sob o comando do treinador português.

Ao contrário do cenário de um ano atrás, o meia vem sendo escalado mesmo apresentando um quadro de 'limite físico'.

"Ele tem tido um problema muscular, durante a semana não tem treinado muito. Tanto que não foi relacionado contra o Botafogo. Está jogando no limite do risco. Por isso, o tirei", disse Jorge Jesus, após a vitória do Fla sobre o Barcelona de Guayaquil, do Equador.

Após esta mesma partida, Arrascaeta celebrou a fase pela qual ele e o time atravessam.

"Estou feliz que o time está vencendo e que está alcançando os objetivos. Estamos fazendo um grande ano. Fizemos um grande jogo, mas temos que pensar passo a passo, não podemos deixar nada nos atrapalhar", afirmou.

Flamengo