PUBLICIDADE
Topo

Supercopa do Brasil - 2021

Abel Ferreira e auxiliar são punidos pelo STJD por expulsões na Supercopa

Abel Ferreira comandando Palmeiras na Supercopa do Brasil - Cesar Greco/Palmeiras
Abel Ferreira comandando Palmeiras na Supercopa do Brasil Imagem: Cesar Greco/Palmeiras

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

07/05/2021 15h15

Classificação e Jogos

Em julgamento realizado nesta sexta-feira, a Quinta Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) puniu por unanimidade o técnico Abel Ferreira e o auxiliar João Martins, do Palmeiras, pelas expulsões na Supercopa do Brasil diante do Flamengo, no dia 11 de abril.

Ambos receberam um jogo de suspensão por reclamações desrespeitosas no decorrer da partida. Os portugueses foram denunciados no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que tem pena prevista de uma a seis partidas de suspensão. A decisão cabe recurso.

Na final contra o Flamengo, Leandro Vuaden expulsou Abel Ferreira ainda no primeiro tempo. Na súmula, o árbitro relatou ofensas do técnico do Verdão, o que foi negado pelo treinador.

"Aos nove minutos o senhor árbitro marcou a primeira falta e mostrou o amarelo para o Felipe Melo. Aos dez minutos ele marcou outra falta e deu amarelo ao meu jogador. Aos 36 minutos há uma falta clara no Breno e recebo o primeiro amarelo. Disse e reclamei que era para amarelo. Protestei dizendo isso. O fiscal de linha chamou o árbitro e recebi o primeiro amarelo. Passados dois minutos eu falei: 'Estão presentes nessa final as duas melhores equipes e essa final merecia ter o melhor árbitro brasileiro'. O árbitro estava na área do Flamengo e vem me dar o vermelho. Quem chamou o árbitro foi o quarto árbitro. Foi o meu desabafo e em momento algum eu usei palavras de desrespeito", relatou Abel durante o julgamento.

O auxiliar

Já João Martins recebeu o cartão vermelho na segunda etapa. O português afirmou que protestou uma vez com o bandeirinha e que reclamou sobre a qualidade dos árbitros. O auxiliar também falou sobre a confusão no túnel de acesso aos vestiários do Mané Garrincha, relatando que que Marcos Braz, diretor do Flamengo, tentou agredi-lo.

"Um Senhor forte do Flamengo que depois fiquei sabendo que era diretor do Flamengo tentou me agredir. Depois teve alguns atritos, empurrões, mas nada de violência. Os seguranças do Palmeiras começaram a intervir e rolou aquele tumulto", disse.

Multa

Pela confusão, Palmeiras e Flamengo foram multando em R$ 5 mil. Já Abel Ferreira e João Martins devem cumprir suspensão no próximo jogo do Verdão em uma competição organizada pela CBF.