PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Após acordo com clubes, Globo divulgará naming rights de estádios no Brasileiro de 2013

Corinthians espera arrecadar R$ 350 milhões para ceder o nome de seu estádio - Divulgação Odebrecht
Corinthians espera arrecadar R$ 350 milhões para ceder o nome de seu estádio Imagem: Divulgação Odebrecht

Rodrigo Mattos

Do UOL, em Zurique (Suíça)

25/09/2012 11h25

A Globo divulgará os naming rigths (nomes cedidos a patrocinadores) de estádios a partir de 2013. Em troca, receberá uma remuneração ainda a ser definida.  O acordo já está fechado entre a televisão e os clubes como confirmou o executivo da emissora Marcelo Campos Pinto.

Há duas possibilidades: a Globo pode receber um percentual pequeno dos contratos fechados pelos clubes ou cobrar dos patrocinadores uma cota para divulgá-los. “O departamento comercial está definindo a forma. A parte da emissora será pequena. Os clubes vão ficar com o grosso”,  informou Campos Pinto.

A emissora já anuncia em suas transmissões o nome da Petrobras neste ano relacionada ao Campeonato Brasileiro, mas ainda sem receber nada pois ainda não havia um acordo neste sentido.

É antiga a reivindicação dos clubes de futebol para que a emissora fale os nomes de naming rights de estádios. Mas a Globo sempre resistiu porque não haveria nenhum ganho. Os times tentaram incluir essa questão em contratos de televisão, sem sucesso até agora.

Os clubes veem nos naming rights uma nova fonte de receita. O Corinthians, por exemplo, espera arrecadar cerca de R$ 350 milhões para ceder o nome de seu estádio em Itaquera a um patrocinador. No Brasil, a experiência mais famosa de naming rights foi feita pelo Atlético-PR, que por alguns anos mudou o nome da Arena da Baixada para Kyocera Arena.

Futebol