PUBLICIDADE
Topo

Olhar Olímpico

Carol Solberg pede "impeachment já" de Bolsonaro

Carol Solberg - Divulgação/FIVB
Carol Solberg Imagem: Divulgação/FIVB
Demétrio Vecchioli

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Dedicado à cobertura de esportes olímpicos, escreveu para o UOL, para a revista Istoé 2016, foi colunista da Rádio Estadão e, antes do Olhar Olímpico, manteve o blog Olimpílulas. Neste espaço, olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. No Olhar Olímpico têm destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa. Se você tem críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas, escreva para demetrio.prado@gmail.com

20/01/2021 11h32

Antes de entrar mais uma vez na bolha montada pela Confederação Brasileira de Vôlei em Saquarema (RJ), Carol Solberg usou as redes sociais para protestar contra a gestão da pandemia por parte do governo Jair Bolsonaro (sem partido) e para pedir o impeachment do mandatário do país.

"Tento me manter com esperança e espero ansiosa o momento em que estejamos vacinados para irmos às ruas gritar juntos, de mãos dadas contra todo esse horror que estamos vivendo. Impeachment já!", escreveu no Instagram.

No post, em que compartilha uma arte na qual ela aparece defendendo uma "bola" que, na verdade, é a cabeça de Bolsonaro, ela afirma que não fica confortável de estar competindo na atual situação do país. Estou animada em estar dentro de quadra novamente, mas confesso que as vezes me parece totalmente absurdo estar em uma competição esportiva enquanto as pessoas estão morrendo sem oxigênio em Manaus, enquanto bebês prematuros correm risco de precisarem ser transferidos para outros estados por falta de um planejamento mínimo diante de uma crise anunciada, enquanto a gente assiste o presidente destruir o Brasil, menosprezando e negligenciando uma pandemia com quase 210 mil mortos", postou.

Ela continuou: "O que estamos vivendo é um pesadelo, ter o Bolsonaro no comando é uma tristeza e revolta absoluta. Não da mais para ouvirmos simplesmente notas de repúdio do presidente da câmara, Rodrigo Maia, não da mais para ouvirmos tantas mentiras deslavadas, tanto negacionismo e assistir a tamanha insensibilidade do governo diante da vida. Isso sem falar em todo estrago que Bolsonaro vem fazendo na educação, no meio ambiente, na cultura e em tudo que ele bota as mãos".

A sexta etapa do Circuito Brasileiro 2020/2021, pela sexta vez em Saquarema, vai marcar a estreia de Carol Solberg com uma nova dupla: a medalhista de prata olímpica Bárbara Seixas. Carol rompeu a parceria com Talita no fim do ano, porque queria voltar a jogar no bloqueio.

+ Acompanhe o que mais importante acontece no esporte olímpico pelos perfis do Olhar Olímpico no Twitter e no Instagram. Segue lá! +