PUBLICIDADE
Topo

Volta do vôlei de praia prevê camarote no lugar das arquibancadas

Projeto de estrutura para o vôlei de praia - FIVB/Divulgação
Projeto de estrutura para o vôlei de praia Imagem: FIVB/Divulgação
Demétrio Vecchioli

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Dedicado à cobertura de esportes olímpicos, escreveu para o UOL, para a revista Istoé 2016, foi colunista da Rádio Estadão e, antes do Olhar Olímpico, manteve o blog Olimpílulas. Neste espaço, olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. No Olhar Olímpico têm destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa. Se você tem críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas, escreva para demetrio.prado@gmail.com

30/06/2020 15h42

Comandada pelo brasileiro Ary Graça, a Federação Internacional de Vôlei anunciou nesta terça-feira (30) que a cidade de Utrecht, na Holanda, vai receber a primeira competição internacional de vôlei de praia depois da paralisação do calendário internacional por conta da pandemia do novo coronavírus. A competição, que não vale para o ranking mundial, recebeu o nome de "King of the Court".

O torneio vai acontecer entre 9 e 12 de setembro, organizado por uma agência de eventos esportivos ligada à FIVB e à federação holandesa. A novidade é que, ao redor da quadra, não haverá arquibancada, mas camarotes, que podem ser frequentados por de duas até 10 pessoas, reduzindo o risco de contágio do público pela Covid-19.

"Nestes tempos difíceis, este torneio na Holanda será a primeira competição internacional sancionada pela FIVB desde o início da pandemia mundial. E saudamos os esforços dos organizadores e do governo holandês em sediar o evento, mas também em garantir a saúde e bem-estar dos atletas e de todos os outros participantes", comentou o dirigente brasileiro.

Os camarotes serão reservados com antecedência e, segundo os organizadores, centenas de espectadores poderão acompanhar o torneio in loco. A FIVB diz esperar a participação das melhores duplas do mundo, ainda que a lista de convidados ainda não tenha sido divulgada. O formato de jogo é diferente, com as equipes se revezando na quadra.

No Brasil, a autorização para a realização de treinamentos nas areias da praia em diversas cidades faz com que muitas das principais duplas brasileiras esteja conseguindo treinar. O circuito nacional da temporada 2019/2020 foi encerrado por conta da pandemia.