PUBLICIDADE
Topo

Brasileiros competem contra medalhistas olímpicos no quintal de casa

Brasileira Ana Clara Bezerra disputa prova online de pentatlo moderno - Divulgação/CBPM
Brasileira Ana Clara Bezerra disputa prova online de pentatlo moderno Imagem: Divulgação/CBPM
Demétrio Vecchioli

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Dedicado à cobertura de esportes olímpicos, escreveu para o UOL, para a revista Istoé 2016, foi colunista da Rádio Estadão e, antes do Olhar Olímpico, manteve o blog Olimpílulas. Neste espaço, olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. No Olhar Olímpico têm destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa. Se você tem críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas, escreva para demetrio.prado@gmail.com

07/05/2020 17h59

Superada a fase de adaptar treinamentos aos limites dos muros de uma casa, o esporte começa a se arriscar na organização de campeonatos entre atletas que estão trancados em cada. Nesta semana, 12 brasileiros participaram da primeira iniciativa do tipo organizada pela Federação Internacional de Pentatlo Moderno.

Esse esporte envolve cinco modalidades diferentes, das quais três são muito complicadas de se praticar dentro de casa: natação, esgrima e hipismo. Sobram as outras duas, disputadas juntas e conhecidas como "laser-run". É a parte final da competição e o atleta alterna corrida e tiro.

Na competição remota da (UIPM), a corrida foi substituída por outros exercícios, como polichinelo, agachamento de salto ou levantamento de joelhos, dependendo da categoria etária. O conceito é o mesmo da versão olímpica: balancear esforço físico com o relaxamento necessário para, depois, atirar no alvo.

Siga @Olhar_Olimpico

A prática do tiro esportivo pode ser realizada em qualquer lugar, desde que o atleta tenha o equipamento necessário: uma pistola elétrica e um alvo. Até mesmo provas de tiro ao prato podem ser disputadas assim, como contou o Olhar Olímpico.

A iniciativa da federação internacional atraiu 802 pentatletas, de 51 países. Na categoria adulto/júnior, Danilo Fagundes, de 32 anos, ficou em 11º lugar ente 70 competidores. A competição contou com três medalhistas olímpicos, entre eles a francesa Elodie Clouvel (prata na Rio-2016 e antiga rival de Yane Marques), e o russo Anatoli Starostin, que ganhou medalhas em 1980 e 1992.

Olhar Olímpico