PUBLICIDADE
Topo

Onix só perdeu liderança três vezes desde 2015; duas foram em 2020

Mesmo sendo superado, Onix caminha para mais um ano no topo - Murilo Góes/UOL
Mesmo sendo superado, Onix caminha para mais um ano no topo
Imagem: Murilo Góes/UOL

Do UOL, em São Paulo (SP)

02/10/2020 15h12

Resumo da notícia

  • Líder desde 2015, Onix só foi desbancado em três meses desde então
  • Fiat Strada tomou 1º lugar em 2015 e 2020; T-Cross superou hatch em julho
  • Modelo da GM caminha para mais um ano de liderança tranquila

Faz cinco anos que o Chevrolet Onix é o carro mais vendido do país. E com sobras: não foram raras as vezes em que o compacto vendeu mais do que o dobro do segundo colocado no resultado mensal.

Só que o domínio não vem sendo tão avassalador em 2020. O Onix já foi desbancado duas vezes neste ano. A primeira vez aconteceu quando o Volkswagen T-Cross obteve uma surpreendente liderança em julho. E a segunda foi com a Fiat Strada, que desbancou o hatch da Chevrolet por míseras 163 unidades.

Os feitos de T-Cross e Strada são ainda mais impressionantes ao analisarmos o histórico do Onix.

Antes deste ano, o líder só havia sido desbancado uma vez. Foi em março de 2015, quando o compacto foi ultrapassado pela... Strada. Na ocasião, a picape emplacou 9.946 unidades contra 9.548 do Onix.

Poder das vendas diretas

Strada - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
Strada 'bomba' nas vendas para frotistas e empresas
Imagem: Murilo Góes/UOL

Entretanto, uma análise mais cuidadosa explica por que o Onix perdeu a liderança nestas ocasiões. As vendas diretas estão por trás de todos os casos.

A Strada sempre teve boa parte de seus emplacamentos atribuídos a pessoas jurídicas. Ou seja, empresas, locadoras e frotistas são os maiores clientes da picape, que é vista constantemente no trabalho pesado.

Outro motivo plausível é uma demanda reprimida pela picape. Embora tenha vendido bem mesmo nos últimos meses da antiga geração (que segue em linha na versão de entrada Hard Working), a chegada da nova Strada foi amplamente divulgada na mídia especializada e nas redes sociais em abril.

Só que a pandemia atrasou o lançamento para julho, o que pode ter gerado grande expectativa em potenciais consumidores - explicando a fila de espera nas concessionárias.

Versão PCD alavancou T-Cross

T-Cross Sense - Divulgação - Divulgação
T-Cross Sense tem procura alta nas revendas da VW
Imagem: Divulgação

No caso do T-Cross, a resposta está na alta procura pelo público PCD. A Volkswagen chegou a suspender as vendas da versão Sense em fevereiro por conta da demanda ter superado as expectativas da empresa.

Aí surgiu a paralisação das fábricas por conta do Covid-19. A retomada das atividades na VW só aconteceu em junho e, não por acaso, o SUV alcançou a liderança no mês seguinte, quando emplacou 10.211 unidades. A maioria desse volume, inclusive, foi de encomendas realizadas no período de suspensão da produção.

Embora já tenha perdido a liderança duas vezes só em 2020, o Onix caminha tranquilamente para mais um ano no primeiro lugar de vendas.

Isso porque, nos resultados do ano, o hatch acumula 92.294 unidades emplacadas entre janeiro e setembro. O vice-líder Hyundai HB20 está bem longe com 57.749 emplacamentos, enquanto a Fiat Strada registra 49.973 unidades vendidas.