Topo

O poder dos alimentos

Seu prato torna sua vida mais saudável


O poder dos alimentos

Dor de cabeça? Água, pimenta e gengibre ajudam a aliviar o problema

O Poder dos Alimentos - Dor de Cabeça
Imagem: Priscila Barbosa/VivaBem

Vivian Ortiz

Do VivaBem, em São Paulo

02/02/2018 04h10Atualizada em 11/05/2019 16h44

Todo mundo que já sentiu os sintomas de uma cefaleia ou mesmo de uma crise de enxaqueca sabe o poder que elas têm de paralisar nossas vidas. Ambas são causadas pelo aumento do diâmetro dos vasos sanguíneos --resultando em inflamação e dor-- e, de acordo com a SBC (Sociedade Brasileira de Cefaleia), 72% da população brasileira sofre deste mal.

A alimentação pode ter um papel importante no alívio da dor. Exatamente por isso, ajustar o cardápio com alimentos anti-inflamatórios ajudaria a amenizar a dor e a prevenir novas crises. Também é importante saber o que devemos comer e beber com cautela.

Abaixo, a neurologista Celia Roesler, membro da SBC; Marcela Voris, médica nutróloga da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia) e Marilia Gabriela Marcchi, nutricionista da rede de franquia Emagrecentro, de São Paulo (SP), listam os melhores alimentos para aliviar o problema e também os que devemos evitar.

Coloque no cardápio

iStock
Imagem: iStock

Água

O líquido melhora a irrigação sanguínea e cerebral, além de eliminar as toxinas que estão circulando no organismo e contribuindo para a crise, por meio da urina. Fora que pessoas com dor costumam ficar mais desidratadas pelo simples fato de estarem enjoadas demais para se alimentarem. Com cefaleia ou sem, o ideal é consumir bastante água por dia --a média recomendada varia de pessoa para pessoa.

Getty Images
Imagem: Getty Images

Pimenta

A capsaicina presente no tempero é responsável pelo efeito benéfico de liberar peptídios relacionados a genes de calcitonina (CGRP), levando a um aumento no fluxo sanguíneo para a região afetada.

Getty Images
Imagem: Getty Images

Gengibre

Contém gingerol, uma substância com alto efeito anti-inflamatório, analgésico e antioxidante, que pode ajudar a frear a sensação de latejamento na cabeça. Além disso, como a enxaqueca causa enjoo, também auxilia com as náuseas. Basta ferver 2 cm de raiz para cada xícara de água. Um estudo de caso, publicado em 1990, relata um paciente que consumiu 500 a 600 mg de gengibre em pó misturado com água pura e conseguiu parar os ataques de enxaqueca. Ele consumia no primeiro sinal de crise, conseguindo pará-las.

iStock
Imagem: iStock

Castanha de caju

O motivo é que uma porção de aproximadamente 100 g fornece em torno de 236,6 mg de magnésio, que exerce papel na modulação do neurotransmissor serotonina. Além de participar do processo de vasodilatação, ele ajuda a bloquear receptores cerebrais chamados NMDA. Em desequilíbrio, provocam hiperestimulação e hiperatividade cerebral, causando enxaqueca.

Getty Images
Imagem: Getty Images

Salmão

100 g de salmão selvagem cozido contêm, aproximadamente, de 0,6 a 0,95 mg de vitamina B6, que é bastante indicada nos casos em que a dor de cabeça foi causada por oscilações hormonais, como na fase da tensão pré-menstrual (TPM), por exemplo. Isso acontece justamente porque essa vitamina ajuda a eliminar o excesso de estrogênio, aliviando as crises de enxaqueca.

Leia também:

Melhor maneirar

Todas as especialistas consultadas ressaltaram que os motivos que causam uma piora nas crises de cefaleia e enxaqueca são bastante individuais, mas existem alguns alimentos que podem agir como gatilho.

Getty Images
Imagem: Getty Images

Cafeína

Presente em alguns chás, mas principalmente no café, ela pode ser a vilã ou a heroína da história. Isso porque, durante uma crise, os vasos que ficam localizados entre a calota craniana e o couro cabeludo contraem e, quando dilatam, surge a dor. Exatamente por isso, substâncias com efeito vasoconstritor ajudam a melhorar a dor, sendo a cafeína uma delas.

Tanto que alguns analgésicos possuem cafeína em sua fórmula. O problema é usar de forma abusiva, pois esse tipo de remédio aumenta sua chance de "ganhar" uma dor de cabeça todos os dias, algo conhecido como cefaleia rebote ou cefaleia diária crônica por dependência e abstinência de analgésicos.

iStock
Imagem: iStock

Bebidas alcoólicas

O acúmulo de uma substância chamada acetaldeído, presente no álcool, pode causar dores de cabeça quando em excesso no sangue. O fato desse tipo de produto também ser vasodilatador pode funcionar como um gatilho para a enxaqueca.

iStock/VivaBem
Imagem: iStock/VivaBem

Embutidos

Culpa da grande quantidade de nitritos e nitratos, componentes usados para fixar a coloração em carnes processadas. Tais substâncias têm ação vasodilatadora, que pode desencadear em dores de cabeça ou agravar problemas relacionados à enxaqueca.

SIGA O VIVABEM NAS REDES SOCIAIS

Facebook: https://www.facebook.com/VivaBemUOL/
Instagram: https://www.instagram.com/vivabemuol/
Inscreva-se no nosso canal no YouTube: http://goo.gl/TXjFAy

Mais O poder dos alimentos