PUBLICIDADE

Topo

Victor Machado

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Cozinhar para si mesmo é uma forma de autocuidado

iStock
Imagem: iStock
Conteúdo exclusivo para assinantes
Victor Machado

Victor Machado é nutricionista, pós-Graduado em nutrição esportiva e em nutrição Comportamental. Atua com foco em comportamento alimentar e é o idealizador da marca Nutrição Sincera, que tem como objetivo passar informações sobre saúde, alimentação e bem-estar por meio do humor.

Colunista do UOL

18/10/2021 04h00

Atualmente, no mundo corrido em que vivemos, as pessoas estão constantemente dizendo que não têm tempo para cozinhar. Algo fácil de observar é que não só o tempo é escasso, mas também o interesse em preparar o próprio alimento para consumo, já que comprar pronto é muito mais prático.

Mesmo com a alta oferta de produtos industrializados e ultraprocessados, isso não significa que a nossa qualidade de vida piorou. Até por que tudo depende muito das escolhas alimentares que são mais presentes. A verdade é que, por um lado, alimentos industrializados auxiliaram o aumento da expectativa de vida no Brasil. Porém, é importante frisar que ao mesmo tempo que a expectativa de vida aumento e os níveis de fome diminuíram por um tempo, ainda assim, a fome coexistia com a obesidade e outras doenças crônicas. Esse é um fenômeno que chamamos de Transição Nutricional.

Portanto, o alimento industrializado existe com a função de facilitar a vida das pessoas. Entretanto, grande parte da população do Brasil perdeu o hábito de cozinhar e comer em casa. É essencial entender que cozinhar é uma das melhores formas para cuidar da própria saúde, sendo também um meio para estabelecer as pazes com a comida e comer com mais calma e qualidade.

Já é cientificamente comprovado que cozinhar ajuda não só na sua saúde, mas também de todos aqueles que vivem com você, pois esses acabam sendo beneficiados apenas por estarem tendo um pouco mais de contato com alimentos de verdade.

Entenda que preparar a comida em casa te ajuda a controlar a qualidade do que vai ser ingerido, além de ser uma forma de te envolver em uma atividade criativa. Cozinhar acaba sendo mais uma forma de reduzir o estresse e a ansiedade do dia dia.

O que acontece é que com o ritmo frenético que vivemos, comer passou a ter uma importância muito pequena na vida das pessoas e, muitos consideram até que comer seria uma perda de tempo. Por isso a preferência por industrializados e fast foods. Como se esse recurso de comer o mais rápido possível fosse uma estratégia para produzir mais ao longo da jornada de trabalho e também das outras obrigações da vida.

Saiba que mesmo que sua vida seja muito corrida e você acabe não tendo tempo nenhum para preparar suas refeições, o ideal é não se comparar a ninguém e nem se medir pela régua dos outros. Muitos acreditam que não é possível fazer comida, por não terem habilidades para tal. Se esse for o seu caso, entenda que não precisa ser nenhum chef de cozinha e também não precisa fazer nada elaborado. Não precisa fazer baiacu ao molho de maracujá, pois na maioria das vezes o arroz com feijão ou o pão com ovo já resolvem. Além de você ter cuidado da sua saúde, economizou e desenvolveu formas de preparar tudo aquilo de que você gosta.

Sua vida é corrida demais e não sobra tempo para nada? Tudo bem! Às vezes o simples ato de cozinhar para você ou até mesmo para sua família pelo menos uma vez na semana já é o suficiente para aumentar sua conexão com a comida, além de ser uma forma de transmitir seu amor para as pessoas que você ama.