PUBLICIDADE

Topo

Mulheres são obrigadas a dar à luz sozinhas no Reino Unido

iStock
Imagem: iStock

Do UOL, em São Paulo

01/04/2020 16h01

Mulheres estão sendo obrigadas a dar à luz sem nenhuma companhia em hospitais do Sistema Público de Saúde do Reino Unido por conta do coronavírus.

Alguns hospitais estão limitando as mães a terem uma pessoa presente, pois medidas mais rigorosas estão sendo adotadas para lidar com o surto da covid-19. Outras instituições proibiram totalmente a presença de parceiros na hora do parto.

Funcionários alertam que os serviços de gravidez estão lutando sob a pressão do surto, com algumas maternidades com 30 ou 40% de redução de empregados, sendo que um número substancial de centros de parto está sendo transformado em unidades para tratamento do coronavírus.

Os partos domiciliares também estão sendo cancelados devido às maternidades terem funcionários afastados ou que estão isolados, já que ativistas alertam que o impacto secundário do coronavírus pode colocar em risco a saúde das mulheres grávidas.

Maria Booker, da organização Birthrights, uma instituição de caridade de maternidade, disse que algumas mulheres estão sendo solicitadas a fazer parto natural em vez de cesarianas, para que os anestesistas possam ser libertados para ajudar na linha de frente da pandemia.

"É muito preocupante. As consequências e possíveis traumas de mulheres que dão à luz sozinhas vão muito além do coronavírus", afirmou em entrevista ao Independent.

Violência contra a mulher