PUBLICIDADE

Topo

Mulher é baleada pelo ex após não aceitar reatar relacionamento

Karina Souto foi baleada pelo ex, Baltazar Augusto de Menezes, por não aceitar reatar relacionamento - Reprodução/Facebook
Karina Souto foi baleada pelo ex, Baltazar Augusto de Menezes, por não aceitar reatar relacionamento Imagem: Reprodução/Facebook

Bruna Barbosa Pereira

Colaboração para o UOL

04/02/2020 19h24Atualizada em 06/02/2020 12h49

Após se negar a reatar o relacionamento com o ex-namorado Baltazar Augusto de Menezes, de 58 anos, Karina Souto, de 29, foi baleada no rosto, maxilar e tórax, no último sábado (1º), e segue internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em um hospital de Barra do Garças (MT). Após atirar contra a ex, Baltazar cometeu suicídio.

O caso aconteceu no início da tarde, nos fundos de uma casa de uma amiga da vítima no bairro Santa Mônica, em Nova Xavantina (MT), onde Karina conversava com um grupo de amigos. De acordo com a Polícia Civil, o homem efetuou três disparos contra a ex-namorada.

Baltazar Augusto de Menezes atirou na ex por não aceitar o fim do relacionamento - Reprodução/Facebook
Baltazar Augusto de Menezes atirou na ex por não aceitar o fim do relacionamento
Imagem: Reprodução/Facebook

A irmã da vítima, Deborah Souto, contou que a uma amiga da jovem chegou a empurrar Baltazar, que caiu no chão e, em seguida, atirou contra a própria cabeça. Segundo ela, Karina namorou com ele durante quatro anos, e teria desabafado com a irmã sobre o comportamento abusivo do ex-namorado.

Inicialmente ela foi socorrida e levada para uma unidade de saúde do município onde mora. Porém, precisou ser transferida para a UTI do Hospital e Pronto Socorro Municipal Milton Pessoa Morbeck, em Barra do Garças, onde passou por cirurgias e é acompanhada por familiares.

O crime foi registrado como tentativa de feminicídio e suicídio. Enquanto Karina estava na residência com os amigos, Baltazar teria chegado e começado uma discussão com a ex-namorada sobre o fim do relacionamento.

Segundo testemunhas relataram à polícia, o homem queria que Karina voltasse a namorar com ele. No entanto, a jovem se negou e teria dito que não pretendia retomar o relacionamento.

De acordo com Deborah, eles nunca chegaram a morar juntos, mas Karina acabava passando a maior parte do tempo na casa dele. Essa não teria sido a primeira vez que a jovem foi agredida ou ameaçada por Baltazar.

"Ele já ameaçou com uma arma e bateu nela. Ela já tentou terminar várias vezes, mas ele não aceitava, ficava colocando pressão a oprimindo e ela acabava voltando por não aguentar as insistências. Praticamente moravam juntos, ela vinha para casa e ele já ligava pedindo para ela voltar", disse.

Após a resposta negativa de Karina, Baltazar teria pedido que ela devolvesse um colar que ele havia dado de presente a ela. Ele saiu do local para guardar o objeto no carro e retornou armado já atirando contra a ex-namorada. Em seguida, o homem cometeu suicídio. A Polícia Civil de Nova Xavantina investiga o crime.

Estado grave

Deborah contou que ela e os outros membros da família de Karina ficaram chocados com o crime. A jovem está sedada e em estado grave após passar por duas cirurgias. Ainda não há previsão de quando Karina terá alta.

"É grave, mas está melhor do que antes. A família está triste pelo ocorrido, mas nós temos muita fé em Cristo Jesus que ele vai tirar ela de lá [da UTI]", desabafou.

Violência contra a mulher