PUBLICIDADE

Topo

Gigi Hadid é dispensada do júri no julgamento de Harvey Weinstein

Gigi Hadid - Getty Images
Gigi Hadid Imagem: Getty Images

De Universa, em São Paulo

16/01/2020 14h02

Resumo da notícia

  • Gigi Hadid não vai servir como jurada no julgamento de Harvey Weinstein
  • Modelo foi uma das 146 pessoas entrevistadas pelo juiz para servir no júri
  • Decisão de dispensar Hadid pode ter sido influenciada por sua visibilidade na mídia

Após comparecer para entrevista preliminar como uma das 146 possíveis juradas no julgamento do produtor hollywoodiano Harvey Weinstein por assédio sexual e estupro, a modelo Gigi Hadid foi dispensada da função. A informação é do "The Hollywood Reporter".

Gigi voltou a aparecer, na manhã de hoje, no tribunal de Nova York onde as audiências preliminares do julgamento estão acontecendo. O porta-voz da corte confirmou que ela foi eliminada como possível jurada no caso.

Embora o motivo da dispensa de Gigi não tenha sido divulgado, a visibilidade da modelo, que virou manchete quando surgiu no tribunal pela primeira vez, pode ter sido fato determinante.

Em sua primeira entrevista, Gigi afirmou ter encontrado Weinstein em eventos do mundo da moda, e ser amiga de uma de suas acusadoras, a atriz Salma Hayek. No entanto, a modelo afirmou que ainda poderia ser imparcial no caso.

Violência contra a mulher