PUBLICIDADE
Topo

Loja Brusinhas tem WhatsApp roubado e clientes enganados; saiba se proteger

Divulgação/Facebook
Imagem: Divulgação/Facebook

Ellen Alves

Colaboração para Tilt, do Rio de Janeiro

02/05/2022 10h49

A loja Brusinhas, popular nas redes sociais por vender peças de roupa e acessórios com estampas inspiradas em memes, informou aos seus seguidores no Twitter (65,2 mil atualmente) que golpistas estavam usando um número roubado da empresa para aplicar golpes no WhatsApp.

A estratégia dos criminosos envolve o uso indevido da identidade da empresa para enganar potenciais clientes. "Há alguns meses roubaram nosso número do WhatsApp e agora estão tentando se passar por nós, solicitando envio de Pix para chaves que NÃO são nossas!"

Golpes assim não são tão incomuns. Um levantamento realizado pela empresa de segurança digital PSafe, em 2020, estimou que, só em setembro daquele ano, 453 mil pessoas tiveram o WhatsApp clonado ou a conta falsificada — uma média de 15 mil vítimas por dia.

O que rolou

O alerta da empresa veio depois que a jornalista paulista Martha Raquel notou que havia algo errado com o número da loja e compartilhou sua experiência no Twitter: "Entrei em contato com o @usebrusinhas pelo WhatsApp e tem uma pessoa se passando pelas meninas. Achei estranho porque enviei uma dúvida e a primeira mensagem que me mandaram foi um Pix".

A empresa disse nas publicações seguintes que tomou "todas as medidas necessárias", como registrar boletim de ocorrência e denunciar o número à operadora, mas os golpistas continuam tentando roubar clientes. "Tentamos contato diretamente com o número e a pessoa tentou nos extorquir com R$ 3.800 pelo chip."

Diante do fato, as administradoras da loja Brusinhas entraram em contato com o WhatsApp pela página "Fale conosco", disponível no app, para tentar retomar a titularidade da conta roubada, mas, até o momento, o caso não foi resolvido.

"NÃO solicitamos envio de valores via Whats. NÃO possuímos chave em nome de pessoa física", reforçou a empresa no Twitter para orientar seus seguidores.

O que o WhatsApp diz

Procurado por Tilt para comentar o caso, o WhatsApp informou em nota que "não permite o uso do seu serviço para fins ilícitos ou que instigue ou encoraje condutas que sejam ilícitas ou inadequadas".

Nos casos de violação destes termos, o WhatsApp diz que toma medidas em relação às contas, como desativá-las ou suspendê-las.

Em caso de tentativa de roubo de conta, a empresa também ressalta que a criptografia de ponta a ponta do aplicativo não é comprometida. Ou seja, o golpista não tem acesso a mensagens anteriores que estavam armazenadas no seu telefone — a não ser que tenham roubado também o backup da sua conta pelo Google Drive ou iCloud (e que também pode ser criptografado).

Como se proteger de golpes do tipo?

Se você entrar em contato com uma empresa e suspeitar de algo, ou se tiver certeza que aquele número está sendo controlado por pessoas não autorizadas, como no caso da loja Brusinhas, é importante que você denuncie o número ao WhatsApp. Assim, a empresa fará uma análise para ver se bloqueia o número de celular em questão.

Para isso:

  1. Toque no número ou foto de contato da pessoa suspeita;
  2. Desça a tela até encontrar a opção "Denunciar" e toque nela.

O WhatsApp também fornece em sua Central de Ajuda dicas importantes para não cair na armadilha dos golpistas. São elas:

O que fazer se você for vítima

Caso você descubra que a sua foto e nome estão sendo usados em uma conta diferente no WhatsApp ou se a sua própria tiver sido clonada, informe imediatamente aos seus contatos mais próximos. Isso pode ser feito pelas redes sociais e ligação direta para eles. Assim você diminui as chances de seus contatos caírem na lábia dos criminosos — que costumam pedir transferências ou depósitos se passando por você.

O segundo passo é tentar recuperar a sua conta caso ela tenha sido roubada. Uma saída é tentar reativá-la novamente num celular novamente. Dependendo do tipo de golpe, você conseguirá desconectar o criminoso do seu perfil e voltar a usar o seu número.

Caso a conta esteja conectada também ao WhatsApp Web, versão do aplicativo para computador, desconecte-se de lá.

  1. É só ir em Configurações/Ajustes;
  2. Vá para Conta;
  3. Toque em WhatsApp Web/Desktop
  4. Toque em "sair de todos os computadores".