PUBLICIDADE
Topo

Por que este é o pior momento para comprar um iPhone ou Apple Watch

Reprodução/YouTube
Imagem: Reprodução/YouTube

Aurélio Araújo

Colaboração para Tilt, em São Paulo

09/09/2021 04h00

Pensando em comprar um iPhone? Melhor esperar alguns dias. A Apple marcou um evento para a próxima semana um evento e tudo indica que será da apresentação da sua nova linha de celular, que costuma ser lançada em setembro junto com o anúncio de novos produtos da companhia. A dica de esperar para comprar também se aplica ao Apple Watch e ao iPad, que também podem ganhar versões mais novas.

A razão para isso é simples, e não importa o seu perfil de consumidor: se você quer um celular de última geração e tem dinheiro para isso, vale a pena aguardar a chegada do iPhone 13 (nome ainda não oficial). Se você quer um smartphone da Apple por um preço menos caro, também é interessante aguardar: as gerações anteriores tendem a ter o preço de venda reduzido em lojas parceiras a partir da chegada de novos telefones da marca.

Preços do passado

No final de 2020, quando o iPhone 12 estava sendo lançado, a Apple anunciou os seguintes preços para a estreia dos smartphones no Brasil:

  • iPhone 12 mini (64 GB): R$ 6.999
  • iPhone 12 (64 GB): R$ 7.999
  • iPhone 12 Pro (128 GB): R$ 9.999
  • iPhone 12 Pro Max (128 GB): R$ 10.999

Atualmente, embora continuem sendo vendidos na loja oficial da Apple por preços similares, já é possível encontrá-los mais baratos em sites varejistas. Os preços giram em torno dos seguintes valores:

  • iPhone 12 mini (64 GB): R$ 4.950
  • iPhone 12 (64 GB): R$ 5.570
  • iPhone 12 Pro (128 GB): R$ 7.500
  • iPhone 12 Pro Max (128 GB): R$ 8.029

De modo geral, a Apple costuma reduzir o preço oficial de modelos antigos logo após o anúncio dos iPhones novos. Se o preço da Apple baixa, o preço do varejo também segue essa tendência — essa queda de valor em sites parceiros acaba sendo natural com o passar do tempo também.

Apenas no ano passado é que esse ritmo foi alterado depois de anos. O que deve acender um alerta para quem quer investir em celulares da empresa de 2020 (ou anterior). Após o lançamento da linha iPhone 12, os preços do iPhone 11 e do iPhone XR subiram na loja oficial da marca. Nas versões de 64 GB, eles passaram, respectivamente, de R$ 4.999 para R$ 5.699, e de R$ 4.299 para R$ 4.999.

Sem maiores detalhes, a Apple afirmou à época que era apenas um "reajuste de valores". O mais provável é que o preço dos dispositivos tenha sido afetado pela alta do dólar. Como o dólar ainda está acima de R$ 5, é possível que, novamente, não tenhamos uma queda "oficial" de preços. O jeito será pesquisar em sites varejistas. A chance será maior de encontrar as versões anteriores por preços menores.

Data e preço dos lançamentos

Dois jornalistas dos Estados Unidos especializados em furos relacionados à Apple, Max Weinbach e Mark Gurman, deram pistas no Twitter sobre a proximidade dos novos iPhones. Como dito anteriormente, setembro é o mês em que esses eventos de anúncio sempre acontecem — só no ano passado que ele foi em outubro, adiado devido à pandemia de covid-19.

Segundo Weinbach, as lojas da Apple já deixaram também de receber pulseiras de 40 e de 44 mm para o Apple Watch. A explicação para isso seria que os novos relógios prestes a ser anunciados não seriam compatíveis com essas pulseiras.

Gurman confirmou que os estoques de pulseiras nesses tamanhos estão baixos. Além disso, acrescentou que os iPhones 12 e iPads de oitava geração também estão acabando, sem reposição. Afirmou ainda que as equipes de venda dessas lojas estão recebendo treinamento para ativação de eSIM, o chip virtual, o que seria mais um sinal de que os novos iPhones estão chegando.

Mas quanto eles devem custar? Embora ainda não tenhamos como precisar, a empresa de consultoria TrendForce estima que os lançamentos não estejam muito distantes em termos de preço em comparação com a 13ª geração.

Os preços devem variar, portanto, de US$ 699 (R$ 3.623 sem impostos) a US$ 1.099 (R$ 5.696 sem impostos), da versão mini à versão Pro Max. No Brasil, porém, o ideal é levarmos em consideração os preços de chegada do iPhone 12 ao país, e não a simples conversão, já que o "dólar Apple" é diferente do câmbio normal.

iPad e Apple Watch

O aguardado evento de lançamento dos iPhones também pode ser palco para o anúncio de novos iPads e um novo Apple Watch, se os rumores estiverem corretos. Por isso, também vale a pena esperar a nova geração chegar antes de investir nos modelos atuais.

O iPad de oitava geração chegou ao país no ano passado com o custo de R$ 3.999, para o modelo wi-fi; e de R$ 5.599 para o modelo wi-fi + 4G. Atualmente, já se encontram modelos do tablet no e-commerce por R$ 3.309 (só wi-fi) e R$ 4.379 (com 4G).

O Apple Watch, por sua vez, está na sexta geração. O modelo Apple Watch Series 6 chegou custando R$ 5.299, enquanto o modelo Watch SE, mais econômico, chegou por R$ 3.799. Hoje, eles custam, respectivamente, em torno de R$ 2.935 e R$ 2.149.