PUBLICIDADE
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

iPhone 2021: Veja como escolher o melhor celular da Apple para você

Reprodução
Imagem: Reprodução

Bruna Souza Cruz

De Tilt, em São Paulo

02/04/2021 04h00Atualizada em 02/04/2021 16h53

Você tem ideia de quantos iPhones a Apple já lançou? O primeiro celular da empresa nasceu em 2007. Anos depois, chegamos em 2021 com um total de 28 modelos já vendidos, o que representa um mar de possibilidades quando a dúvida é: qual é o melhor iPhone para mim?

Como muitos desses celulares já deixaram de receber atualizações de softwares da Apple, é preciso ficar atento para não cair em roubada. Por isso, Tilt preparou um guia para ajudar quem deseja comprar um telefone da Apple e não necessariamente está de olho no "top dos tops" iPhone 12 Pro Max, o mais avançado e caro do momento.

No levantamento a seguir, levamos em consideração os sete celulares vendidos pela Apple atualmente, as especificações técnicas de cada um e as impressões pessoais após os respectivos reviews. Veja um resumo com os principais destaques:

iPhone SE (2º geração) - A partir de R$ 3.699

  • Tela: 4,7 polegadas
  • Câmera principal: uma
  • Lançamento: Abril de 2020

iPhone XR - A partir de R$ 4.999

  • Tela: 6,1 polegadas
  • Câmera principal: uma
  • Lançamento: setembro de 2018

iPhone 11 - A partir de R$ 5.699

  • Tela: 6,1 polegadas
  • Câmera principal: duas
  • Lançamento: setembro de 2019

iPhone 12 Mini - A partir de R$ 6.999

  • Tela: 5,4 polegadas
  • Câmera principal: duas
  • Lançamento: outubro de 2020

iPhone 12 - A partir de R$ 7.999

  • Tela: 6,1 polegadas
  • Câmera principal: duas
  • Lançamento: outubro de 2020

iPhone 12 Pro - A partir de R$ 9.999

  • Tela: 6,1 polegadas
  • Câmera principal: três
  • Lançamento: outubro de 2020

iPhone 12 Pro Max - A partir de R$ 10.999

  • Tela: 6,7 polegadas
  • Câmera principal: três
  • Lançamento: outubro de 2020

Melhor "pra geral": iPhone 12

iPhone 12 virá em cinco cores: azul, verde, vermelho, branca e preta - Divulgação/Apple - Divulgação/Apple
iPhone 12 é vendido em cinco cores: azul, verde, vermelho, branca e preta
Imagem: Divulgação/Apple

O iPhone 12 vai atender quem não gosta de tela gigante e quem não gosta de tela pequena. O tamanho de 6,1 polegadas (15,5 cm) fica na medida certa para a maioria das pessoas. Mas não é só isso.

Além de ser um modelo recém-lançado, o conjunto de tecnologias embarcadas (como 5G) valem a pena. O preço não é dos menores, mas se você está disposto(a) a pagar, vai fundo. Ele é praticamente igual ao iPhone 12 Pro. O modelo funciona com o mesmo processador A14 Bionic e a mesma câmera de selfie.

Apesar de ter duas lentes principais (não tem a lente teleobjetiva, que ajuda com fotos de cenas aproximadas), ele funciona com o sistema de processamento de imagens que recebeu atualização da Apple no ano passado. As fotos são excelentes e é compatível com gravação de vídeos em 4K.

Dica: se puder, invista na versão de 128 GB (R$ 8.499). Trabalhar com apenas 64 GB de espaço de armazenamento hoje em dia é considerado pouco.

Melhor custo-benefício: iPhone 12 e iPhone 11

Design do iPhone 11 x design do iPhone 12 e 12 mini - Divulgação - Divulgação
Design do iPhone 11 x design do iPhone 12 (e 12 mini)
Imagem: Divulgação

A liderança da categoria é dividida pelos dois modelos. Se você deseja um celular com 5G e um pouco mais avançado, escolha o 12. Agora, não descarte conhecer melhor o iPhone 11 se você estiver em busca "apenas" de um excelente celular, com um bom processador e quer pagar menos.

Diferenças existem, mas ambos têm baterias com desempenho parecido, segundo a Apple. Cada uma aguenta até 65 horas de reprodução de áudio, 10 horas de streaming de vídeo ou 17 horas de reprodução de vídeo.

Nos testes com o iPhone 11 para o review de Tilt, a bateria chegava ao final do dia um uma sobra entre 15% e 20% com um uso do dia a dia (redes sociais, 4G, emails, internet, ligações e vídeos via streaming com conexão wi-fi).

O iPhone 11 tem duas câmeras principais e uma simples para selfie. A diferença na hora das fotos, dependendo da cena, é bem sutil se comparado ao iPhone 12 Mini e ao 12 Pro.

De qualquer forma, todos os da linha 12 ganham por ter o modo noturno presente em todas as lentes (inclusive na frontal).

Uma vantagem extra do iPhone 11 é que existem mais opções de cores diferentes, como o roxo, amarelo e verde.

Melhor "baratinho": iPhone SE (2ª geração) ou iPhone XR

Modelos do iPhone SE, lançado pela Apple em 2020 - Divulgação/Apple - Divulgação/Apple
Modelos do iPhone SE, lançado pela Apple em 2020
Imagem: Divulgação/Apple

Em tempos de alta do dólar e lançamentos recentes da Apple custando acima dos R$ 7 mil, é até difícil imaginar ter um iPhone por R$ 3.699 (lojas autorizadas cobram até menos). Mas é real com o iPhone SE, anunciado em abril de 2020, e o mais básico de todos os celulares da Apple atualmente.

O modelo é interessante para quem tem menos dinheiro e sonha em ter um iPhone para chamar de seu. As vantagens são que ele roda o mesmo processador do iPhone 11, o conjunto de câmeras é bom, e seu corpo é superconfortável de segurar e usar. É o único vendido pela empresa que tem o botão Touch ID.

Os pontos de atenção são que ele tem o visual parecido com o do iPhone 8, a bateria podia ser melhor e a tela é pequena (11,9 cm). Além disso, seu visor não tem a resistência vista na linha 12.

Versão preta do iPhone XR - Divulgação - Divulgação
Versão preta do iPhone XR
Imagem: Divulgação

Já o iPhone XR, mesmo sendo o celular mais antigo que a Apple ainda vende, tem lá suas qualidades. O preço é a maior delas. Em uma busca rápida, foi possível encontrá-lo por a partir de R$ 3.466,41.

Ele é uma versão atualizada do iPhone X, que marcou a entrada da Apple no mercado de celulares com tela infinita. A proporção dela em relação ao tamanho do telefone é muito melhor do que no iPhone SE. O processador é de 2018, mas não ache que ele está defasado. Pelo contrário. Ele com certeza é melhor do que alguns modelos intermediários vendidos por outras marcas.

A bateria durou em média um dia completo, segundo o nosso review. Na época, as fotos eram muito boas. O XR não tem recursos mais avançados como os celulares das linhas 11 e 12, mas as câmeras ainda dão conta do recado, principalmente para aqueles interessados em ter o seu primeiro iPhone.

Melhor para fotografia: iPhone 12 Pro Max

iPhone 12 Pro Max e 12 Pro - Divulgação/Apple - Divulgação/Apple
iPhone 12 Pro Max e 12 Pro
Imagem: Divulgação/Apple

Infelizmente, é o mais caro de todos, mas o mais completo. O modelo tem a maior bateria (3.687 mAh) e maior tamanho de tela (17 cm) que a Apple trabalha no momento.

Algumas especificações são as mesmas da linha iPhone 12 (como o processador A14 Bionic), mas o 12 Pro Max trabalha com três câmeras principais, tem melhor estabilização ótica de imagem e maior alcance de zoom com a sua lente teleobjetiva.

Com o 12 Pro Max, é possível tirar fotos no formato Apple ProRaw, que envolve o processamento de imagens adicional com ajustes de exposição, cor e balanço de branco. É mais voltado para profissionais da fotografia, e os arquivos de imagem ficam mais pesados.

Melhor bateria: iPhone 12 Pro Max

Quando o assunto é bateria de iPhone, quem já teve um ou acompanha os lançamentos da Apple sabe que ela tende a melhorar com o passar do tempo. Mas reclamações sobre a pouca duração dela não faltam, principalmente nos aparelhos da linha 12.

Analisando as baterias dos celulares listados, a do iPhone 12 Pro Max é o modelo vencedor com 3.687 mAh. A Apple promete 80 horas de reprodução de áudio, 12 horas de streaming de vídeo ou 20 horas de reprodução de vídeo. Em comparação com o iPhone 12 Mini, por exemplo, esses valores ficam respectivamente: até 50 horas, 10 horas ou 15 horas.

Melhor compacto: iPhone 12 Mini

iPhone 12 mini - Reprodução - Reprodução
iPhone 12 mini
Imagem: Reprodução

Aqui nem tem mistério. Não tinha como não ser a versão 12 Mini. Sua tela é de 5,4 polegadas (14 cm), o aparelho tem poucas bordas laterais e as especificações são muito parecidas com as do iPhone 12. O 5G também marca presença.

Com a mesma câmera e o mesmo processador, a principal diferença é o tamanho, peso e a bateria (2.227 mAh). A versão Mini tem cinco horas a menos de capacidade de reprodução de áudio e duas horas a menos de reprodução de vídeo do que o iPhone 12.

Dica: se for possível, compre a versão a partir de 128 GB (R$ 7.499). Apenas 64 GB hoje em dia é pouco espaço de armazenamento.

* Colaborou Thaime Lopes

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que foi informado no texto, a bateria do iPhone SE pode ser recarregada com aparelhos sem fio. O trecho foi retirado do texto.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL