Conteúdo publicado há 26 dias

É hoje? Público critica organização da Virada Cultural: 'Mal divulgada'

A Virada Cultural de São Paulo, renomeada para Virada da Solidariedade, acontece neste final de semana com uma programação cultural espalhada em diferentes bairros da cidade. Nas redes sociais, porém, a organização do evento este ano foi criticada. Parte do público apontou que o evento teria sido mal divulgado.

Alguns afirmam terem sido pegos de surpresa:

Outros só souberam do evento através de meios não-oficiais:

A pouca divulgação teria levado a edição deste ano a "flopar":

E possivelmente contribuído para diminuir o fluxo de turistas na cidade:

Continua após a publicidade

Para parte do público, o auge da Virada pode ter ficado no passado.

O que diz a Prefeitura

UOL entrou em contato com a Prefeitura de São Paulo para posicionamento. Em nota, o órgão declarou: "A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, informa que a Virada Cultural é um dos mais importantes eventos da cidade, amplamente aprovado pela população e pensado para levar cultura, sobretudo, aos bairros da periferia, além de relevante estímulo para a economia local. Dados do Observatório do Turismo mostram que, em 2023, 86% do público considerou acertado o modelo de atrações distribuídas pela cidade. Para 64% dos entrevistados, o evento tem melhorado a cada ano".

Veja íntegra

O Município tem feito ampla divulgação do evento, já tradicional na cidade, com publicações nos seus canais oficiais (sites e redes sociais), apoio dos artistas que gravaram vídeos divulgando suas apresentações e convidando a população, anúncios nos relógios digitais, abrigos de ônibus, TV do metrô e spots em rádios, além da divulgação espontânea pelos diversos veículos de imprensa, inclusive o portal UOL.

Continua após a publicidade

Neste ano, a Virada Cultural será a Virada da Solidariedade. A Prefeitura vai disponibilizar tendas de coleta em todas as 12 arenas de shows, em cada acesso de entrada. A contribuição é voluntária e os participantes da Virada podem doar alimentos não perecíveis, água, produtos de higiene e limpeza para a população do Rio Grande do Sul.

Deixe seu comentário

Só para assinantes