PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Atleta do Bellator critica assédio após receber ameaças e ofensas na web

Lutadora DeAnna Bennett recebeu comentários maldosos em suas redes sociais - Reprodução/Instagram
Lutadora DeAnna Bennett recebeu comentários maldosos em suas redes sociais Imagem: Reprodução/Instagram

Ag. Fight

Ag. Fight

21/10/2020 08h00

A lutadora do Bellator DeAnna Bennett sofre com ataques à sua imagem na internet há um longo tempo. Após ser eliminada do programa 'The Ultimate Fighter 26', em 2017, a americana recebeu diversos comentários maldosos sobre sua aparência e tentou lidar com eles tranquilamente ou até mesmo ignorá-los - mas agora a atleta decidiu que não pode ficar em silêncio depois que um internauta passou dos limites.

DeAnna foi derrotada por Liz Carmouche, duas vezes desafiante ao título do UFC, no Bellator 246, em setembro deste ano. Antes da luta, a ex-participante do TUF não conseguiu ficar dentro do limite de peso por causa de problemas hormonais, e já esperava receber comentários maldosos em suas redes sociais, mas não uma mensagem falando que ela deveria morrer.

A lutadora encaminhou ao site 'MMA Fighting' a captura de tela da mensagem que recebeu de uma conta intitulada 'sprawl_law711' no 'Instagram', respondendo a uma publicação na qual DeAnna homenageou seu pai, um ex-policial. Após a pesagem, a pessoa continuou a enviar mensagens e comentar as publicações com seu nome.

"Você não merece estar lá. Você precisa sair da luta, dar sua bolsa para Liz, ir para casa e morrer. Ninguém quer ver você. Você nem consegue ser profissional o suficiente para estar no peso. Vá para casa, p***", disse o internauta em sua mensagem.

Através de seus stories, a lutadora compartilhou o 'print' da mensagem com seus seguidores e a mesma conta enviou a ela mais uma mensagem: "A verdade dói, não é? Você é apenas uma p*** não profissional, que deveria ter ficado em casa em vez de desperdiçar o tempo e o dinheiro do Bellator", disse o autor da conta, que continuou as provocações ao mudar o seu nome de perfil para: "Você não bateu o peso, gorda".

Ao denunciar a conta, utilizando o formulário online de assédio e intimidação do Instagram, DeAnna recebeu um e-mail dizendo que as postagens não violavam as diretrizes da comunidade. A lutadora tentou denunciar novamente e obteve o mesmo resultado. Frustrada, a americana desistiu e concluiu que o 'Instagram', que é propriedade do 'Facebook', não levava a sério a questão do assédio online. Posteriormente, a rede social excluiu a conta, mas de acordo com a atleta, isso não é o suficiente.

"Definitivamente há um problema com a forma como as coisas são reportadas. Obviamente, sua inteligência artificial e seus bots não são eficazes e não funcionam bem. O Instagram precisa assumir mais responsabilidade por isso. Eu não relato essas coisas, normalmente, simplesmente ignoro, porque eu penso: 'Que seja, as pessoas são uma m*** às vezes", disse DeAnna ao site 'MMA Fighting', antes de revelar os danos que sofreu com os ataques.

"Eu, pessoalmente, lutei com problemas de saúde mental no passado. Mulheres jovens entrando no esporte e tendo esse tipo de pessoa está lá fora, dizendo esse tipo de coisas, é prejudicial para elas. Mulheres lá fora, nós precisamos estar juntas nisso e fazer com que elas saibam que não está acontecendo apenas com uma, mas com todas as atletas femininas, e não é aceitável. Não é aceitável que as pessoas façam isso", finalizou a atleta.

MMA