PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Agente diz que 'Borrachinha' pode repetir Deiveson e 'destruir' Adesanya

Paulo Borrachinha comemora após vencer luta contra Oluwale Bamgbose no UFC - Buda Mendes/Zuffa LLC/Getty Images
Paulo Borrachinha comemora após vencer luta contra Oluwale Bamgbose no UFC Imagem: Buda Mendes/Zuffa LLC/Getty Images

Carlos Antunes, no Rio de Janeiro (RJ)

Ag. Fight

10/08/2020 08h00

Apesar de ainda não ter uma confirmação oficial do Ultimate, Israel Adesanya e Paulo 'Borrachinha' devem se enfrentar em 19 de setembro pelo cinturão do peso-médio (84 kg). O local segue indefinido, embora o presidente do UFC, Dana White, indicar que pode ser realizado na 'Ilha da Luta', em Abu Dhabi (EAU).

E com a proximidade do duelo, o empresário do lutador brasileiro, Wallid Ismail, destacou sua confiança que esse combate pode ser um dos maiores da história do UFC.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, Wallid justificou seu pensamento pela alta tensão na rivalidade entre os dois competidores. Durante anos, os dois trocaram provocações e apimentaram ainda mais a expectativa para essa luta. De acordo com o agente, não existe "teatro" entre os dois e a inimizante entre eles é real.

"É guerra. No final do dia o MMA é o esporte mais emocionante porque é realmente uma guerra. No caso do 'Borrachinha' e Adesanya os caras se odeiam realmente. É impressionante e eles são invictos. Essa luta pode ser uma das maiores da história do UFC porque eles se odeiam. É verdadeiro esse ódio. Vai ficar para a história", afirmou, antes de dar um palpite de como será a atuação do mineiro na disputa e comparou com a performance de Deiveson Figueiredo na segunda luta contra Joseph Benavidez, em que foi amplamente dominante até conseguir a finalização no primeiro round.

"Até falei para o 'Borrachinha' que o Deiveson lutou que nem ele, com espírito matador. Sem dúvida nenhuma o 'Borrachinha' vai fazer o que o Deiveson fez. Jogou para destruir o oponente. Acho que o 'Borrachinha' destrói o Adesanya no primeiro round", declarou.

Wallid também valorizou a confiança que 'Borrachinha' vai vencer esse combate e manter a invencibilidade na carreira que já dura 13 combates. Conforme o agente, com mais esse título a modalidade no Brasil vai ter um novo "boom", com quatro cinturões no Ultimate.

Atualmente, Amanda Nunes é campeã do peso-pena (66 kg) e peso-galo (61 kg), e Deiveson Figueiredo detém o título do peso-mosca (57 kg).

"Ele vai ser outro campeão dominante. Com dois cinturões masculinos e dois femininos vai ser a explosão do MMA novamente no Brasil. O cinturão é muito importante. O medo de todos era que o MMA se tornasse igual a F-1, sem um campeão. É assim que o esporte acaba no Brasil, se não tiver um campeão", disse.

Paulo 'Borrachinha' ainda está invicto na carreira após 13 combates. O brasileiro, que não atua desde agosto de 2019, quando venceu Yoel Romero, por decisão unânime dos jurados, passou por uma cirurgia no bíceps que o impediu de lutar pelo título da divisão antes.

No entanto, agora 100% recuperado, o lutador vai tentar conquistar o cinturão da divisão, que já foi do Brasil durante anos pelas mãos de Anderson Silva.

MMA