PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Algoz de Spider, Weidman acaba com jejum de vitórias em duelo monótono

Chris Weidman luta com o russo Omari Akhmedov no UFC de Las Vegas - Chris Unger/Zuffa LLC
Chris Weidman luta com o russo Omari Akhmedov no UFC de Las Vegas Imagem: Chris Unger/Zuffa LLC

Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)

Ag. Fight

09/08/2020 00h26

Ex-campeão peso-médio (84 kg) do UFC, Chris Weidman entrou no octógono neste sábado (8) para tentar fazer as pazes com a vitória. Com cinco derrotas em suas seis últimas apresentações, o algoz de Anderson Silva entrou no octógono com disposição, mas logo voltou a mostrar suas fraquezas e evidente queda de rendimento no decorrer do combate.

A vitória, a primeira desde julho de 2017, não empolgou - mas valeu como nunca. Ao quebrar o incômodo jejum, o 'All American' retomou sua caminhada na divisão que o consagrou após uma frustrante estreia como meio-pesado (93 kg). Aos 36 anos, Weidman soma cartel com 15 vitórias e cinco derrotas como profissional de MMA.

A luta

Disposto a apagar a imagem de suas últimas apresentações, Weidman partiu para tentativas de quedas que logo colocaram seu oponente de costas no chão. No entanto, ele não conseguiu nenhuma posição de clara vantagem e também não conectou golpes com grande contundência. E isso lhe custou muita energia.

Na segunda etapa, Akhmedov reverteu o cenário por completo e chegou a derrubar o oponente em quatro oportunidades. Não fosse o seu cansaço, o atleta russo poderia ter conseguido melhores momentos e até definido a disputa.

E foi com esse cenário equilibrado, com dois wrestlers visivelmente cansados e em um octógono de tamanho reduzido que o terceiro e último assalto foi desenhado. Sem grandes emoções, uma queda anotada por Weidman definiu a vantagem necessária - e administrada a todo custo - para dar o suado triunfo ao americano.

Renascido

Depois de perder para Junior 'Cigano' em 2019, Derrick Lewis decidiu mudar de vida. Com uma nova dieta, o americano perdeu quilos, ganhou preparo físico e se transformou em uma clara ameaça na divisão. Que o diga Aleksei Oleinik.

Depois de um melhor primeiro round, em que dominou no chão e tentou algumas finalizações, o peso-pesado russo foi surpreendido no início do segundo assalto. Com uma joelhada voadora e um cruzado de esquerda, Lewis anotou um knockdown, que foi seguido de golpes por cima no chão para decretar o nocaute técnico em meros 21 segundos da segunda etapa..

Confira os resultado do UFC Las Vegas 6:

Derrick Lewis nocauteou Aleksei Oleinik no 2º round;
Chris Weidman venceu Omari Akhmedov por decisão unânime;
Darren Stewart finalizou Maki Pitolo no 1º round;
Yana Kunitskaya venceu Julija Stoliarenko por decisão unânime;
Beneil Dariush nocauteou Scott Holtzman no 1º round;
Tim Means venceu Laureano Staropoli por decisão unânime;
Kevin Holland nocauteou Joaquin Buckley no 3º round;
Nasrat Haqparast venceu Alexander Muñoz por decisão unânime;
Andrew Sanchez nocauteou Wellington Turman no 1º round
Gavin Tucker finalizou Justin Jaynes no 3º round;
Youssef Zalal venceu Peter Barrett por decisão unânime;
Irwin Rivera venceu Ali Al Qaisi por decisão dividida.

MMA