PUBLICIDADE
Topo

MMA


Dana elogia performance de Deiveson contra Benavidez: "Pura violência"

19.jul.2020 - Deiveson Figueiredo comemora vitória sobre Joseph Benavidez em disputa pelo título do peso-mosca do UFC - Jeff Bottari/Zuffa LLC via USA TODAY Sports
19.jul.2020 - Deiveson Figueiredo comemora vitória sobre Joseph Benavidez em disputa pelo título do peso-mosca do UFC Imagem: Jeff Bottari/Zuffa LLC via USA TODAY Sports

Ag. Fight

20/07/2020 10h45

Após Deiveson Figueiredo não tomar conhecimento e finalizar Joseph Benavidez, no primeiro round do terceiro evento do UFC na 'Ilha da Luta', e faturar o cinturão do peso-mosca (57 kg), o presidente da organização, Dana White não poupou elogios ao novo campeão. Para o cartola, a atuação do brasileiro foi impecável.

Em coletiva de imprensa após o evento, o cartola ressaltou a forma como Deiveson venceu o combate, depois de aplicar três knockdowns e, antes de conseguir a finalização, já ter ensaiado essa forma de terminar a luta mais duas vezes. Além disso, Dana comemorou a nova geração de campeões, já que na última semana, Petr Yan também foi coroado o novo campeão do peso-galo (61 kg).

"Pura violência. Não há dúvidas nessa luta. Nós temos dois campeões famintos nas duas divisões (peso-mosca e peso-galo) agora", disse o mandatário da organização, antes de elogiar ainda mais o brasileiro.

"Olhem como esse cara se saiu essa noite. Depois de tudo o que aconteceu na primeira luta, com o corte de peso, a cabeçada. Ele veio e fez o que disse que ia fazer contra o número dois do ranking", concluiu.

Assim que conquistou o cinturão dos moscas, Deiveson Figueiredo admitiu que não rechaçaria a possibilidade de subir de categoria e também buscar o título do peso-galo. No entanto, Dana ainda não tem em mente realizar esse plano. O dirigente adiantou que ainda quer ver o brasileiro manter sua coroa algumas vezes na até 57 kg antes de uma possível subida de divisão.

"Quero vê-lo defender seu cinturão algumas vezes. Se ele fizer isso, poderia ser interessante", completou.

Com essa vitória no último sábado, Deiveson quebrou um tabu de três anos sem o Brasil ter um campeão masculino no UFC. O último havia sido José Aldo, em 2017, no peso-pena (66 kg). Além disso, o peso-mosca agora acumula 19 vitórias, sendo oito pelo Ultimate, e apenas uma derrota na carreira.

MMA