PUBLICIDADE
Topo

MMA


Peso-mosca do UFC: "Quero ser muito dominante", diz Deiveson após cinturão

DEiveson Figueiredo comemora vitória sobre Joseph Benavidez no UFC  - Jeff Bottari/Zuffa LLC via Getty Images
DEiveson Figueiredo comemora vitória sobre Joseph Benavidez no UFC Imagem: Jeff Bottari/Zuffa LLC via Getty Images

Ag. Fight

Ag. Fight

20/07/2020 06h00

No último sábado (18), Deiveson Figueiredo escreveu seu nome na história do MMA. O brasileiro teve uma atuação impecável diante de Joseph Benavidez e venceu por finalização ainda no primeiro round. Dessa maneira quebrou um tabu de três anos que um lutador masculino do Brasil não ficava com o cinturão do UFC ao conquistar o título no peso-mosca (57 kg). Agora como melhor atleta do mundo na divisão, ele agora adiantou que tem planos de manter seu reinado por um longo tempo.

Em coletiva de imprensa após o evento realizado na 'Ilha da Luta', em Abu Dhabi (EAU), o 'Deus da Guerra' revelou seus próximos passos dentro da divisão. De acordo com o brasileiro, sua meta agora é defender seu cinturão o máximo de vezes que conseguir e ser um campeão dominante na categoria.

"Eu quero ser muito dominante na minha categoria. Acho que muitos lutadores pecam em achar que lutar é só lutar, bater no seu adversário. Hoje a luta se tornou muito diferente. É você ter estratégia, jogar com inteligência e eu quero ser esse cara. Quero ser dominante por muito tempo nessa categoria e representar o Brasil", explicou, antes de completar agradecendo o apoio que recebeu dos brasileiros nas últimas semanas.

"Queria agradecer a energia positiva que mandaram para mim, até mesmo antes da luta pelas dificuldades e no dia da luta. Estou levando esse cinturão é o nosso presentão. É algo muito gratificante em ter. Estou levando para o Brasil e conseguimos. Vou representar muito bem nós brasileiros", completou.

Com essa vitória o peso-mosca agora acumula 19 vitórias, sendo oito pelo Ultimate, e apenas uma derrota na carreira. A única vez que saiu com um resultado negativo foi contra o compatriota Jussier 'Formiga', em 2019, quando foi superado por decisão dos jurados.

MMA