PUBLICIDADE
Topo

MMA


Oleinik domina Werdum em pé e impõe segunda derrota seguida ao brasileiro

Fabrício Werdum perdeu para Aleksei Oleinik no UFC 249 - Jeff Bottari/Zuffa LLC/Getty Images
Fabrício Werdum perdeu para Aleksei Oleinik no UFC 249 Imagem: Jeff Bottari/Zuffa LLC/Getty Images

Ag. Fight

09/05/2020 22h42

Realizado neste sábado (9) na cidade americana de Jacksonville, o card do UFC 249 contou com o retorno do ex-campeão dos pesos-pesados Fabrício Werdum, que cumpriu dois anos de suspensão pelo flagra no exame antidoping. Como oponente, o gaúcho teve pela frente o russo Aleksei Oleinik, que contrariou as estatísticas e bateu o favorito por pontos.

Melhor no início, o representante da academia America Top Team mostrou velocidade, poder de absorção e punch como nunca, chegando a deixar seu oponente tonto em algumas oportunidades. Com o decorrer das ações, no entanto, Werdum passou a usar seu jiu-jitsu e equilibrou as ações, terminando a luta melhor. Infelizmente, o brasileiro deixou o cage com uma nova derrota, desta vez por decisão dividida.

Com o resultado, o brasileiro, de 42 anos, anotou sua segunda derrota seguida no evento e com apenas mais uma luta no contrato, pode estar próximo de se despedir do maior show de lutas do mundo.

A luta

O primeiro round da luta contou com uma verdadeira surpresa. Melhor em pé desde o início, Oleinik dominou o centro do octógono e puniu o brasileiro com fortes cruzados, que deixaram o 'Vai Cavalo' tonto em três ocasiões. Como resposta, o ex-campeão se limitou a defender os ataques, clinchar em busca de joelhadas e tentar algumas quedas (todas defendidas pelo oponente).

Na segunda etapa, mesmo com os punhos mais velozes, Oleinik se mostrou mais cansado e se tornou vítima de algumas joelhadas de Werdum, que aproveitou o bom momento e chegou a derrubar e trabalhar por cima, da meia guarda, por quase um minuto. Essa dinâmica garantiu o equilíbrio, mas não a vantagem para o brasileiro, que voltou a sofrer com os golpes em pé do russo.

O terceiro e último round se tornou um verdadeiro clássico entre grappler e striker. Com três quedas, Werdum montou, pegou as costas e tentou três chaves de braço. No entanto, toda vez que o combate voltava em pé, era a vez do russo ditar o ritmo com fortes cruzados.Como ninguém desistiu, a melhor da parcial ficou com o gaúcho, que terminou os cinco minutos com uma guilhotina encaixada.

Triunfo burocrático

Ex-campeã peso-palha (52 kg) do UFC, Carla Esparza anotou sua terceira vitória seguida no UFC. Para isso, a americana atacou nos detalhes e superou Michelle Waterson sem grandes dificuldades, explorando melhor seus golpes de encontro e suas velozes quedas.

Apenas no último assalto, quando parecia certa da vitória, Esparza vacilou e abriu brecha para que Waterson acertasse duas sequências em pé que equilibraram a etapa. Nada porém, que devesse alterar o resultado. No entanto, curiosamente, um dos árbitros laterais deu a vitória para Michelle por incríveis, e injustificáveis, 30x27. Resultado final: Esparza venceu por decisão dividida.

Não são os mesmos

O reencontro entre os veteranos Anthony Pettis e Donald Cerrone deixou claro que os americanos já não possuem o mesmo poder de fogo daquela primeira luta, realizada sete anos atrás. Com mais 'milhas' no cage, danos e derrotas acumuladas, os atletas se apresentaram de forma mais lenta e com menos contundência, apesar de sobrarem no quesito técnica e raça.

No final, melhor para Pettis, ex-campeão dos pesos-leves (70 kg), que começou melhor e viu o oponente lentamente crescer na disputa. No último e decisivo assalto, 'Showtime' acertou uma dedada no olho de Cerrone e não parou de atacar, o que talvez tenha lhe garantido o triunfo por decisão unânime.

Com o resultado, Pettis interrompeu a série de duas derrotas enquanto impôs o quarto tropeço seguido na carreira do Cowboy, que aos 37 anos começa a pensar em sua aposentadoria do esporte.

Acompanhe os resultados do UFC 249:

Anthony Pettis venceu Donald Cerrone por decisão unânime.
Aleksei Oleinik venceu Fabricio Werdum por decisão dividida;
Carla Esparza venceu Michelle Waterson por decisão dividida;
Vicente Luque nocauteou Niko Price no 3º round;
Bryce Mitchell venceu Charles Rosa por decisão unânime;
Ryan Spann venceu Sam Alvey por decisão unânime.

MMA