PUBLICIDADE
Topo

Campeão dos 100 m é suspenso por não ser encontrado para exame antidoping

Christian Coleman após vitória na final dos 100m do Mundial de Doha - KIRILL KUDRYAVTSEV/AFP
Christian Coleman após vitória na final dos 100m do Mundial de Doha Imagem: KIRILL KUDRYAVTSEV/AFP

Da AP

17/06/2020 07h13

Atual campeão mundial nos 100 m, Christian Coleman foi suspenso hoje pela Unidade de Integridade de Atletismo (AIU) por não ter sido encontrado para a realização de testes antidoping.

A AIU atualizou sua lista de atletas em suspensão provisória para incluir Coleman, horas depois que o velocista americano revelou detalhes do caso. Ele está temporariamente proibido de competir até uma decisão final em uma audiência conduzida sob as Regras antidopagem ou doCódigo de Conduta da Integridade.

Os atletas devem listar seu paradeiro por uma hora em cada dia, quando devem estar disponíveis para serem testados. Uma violação significa que um atleta não preencheu formulários informando às autoridades onde poderia ser encontrado ou que não estava onde disse que estaria quando os testadores chegassem.

Coleman é o favorito para o ouro olímpico na corrida de 100 metros para os Jogos de Tóquio, que foram adiados para o próximo verão devido à pandemia de coronavírus.

Ele disse em seu post que está apelando pelo mais recente teste perdido há seis meses com a AIU, que administra o programa antidoping para o atletismo mundial.

Ele explicou que não havia registro de alguém chegando em sua casa e que, se ele tivesse sido chamado, estava a apenas cinco minutos.

É a segunda vez que Coleman enfrenta uma possível proibição por uma violação do paradeiro.

Coleman venceu os 100m no Mundial em Doha, Catar, em setembro passado, depois que a Agência Antidoping dos EUA desistiu de seus testes por falta de provas devido a um detalhe técnico.

"Eu nunca e nunca vou usar suplementos ou drogas para melhorar o desempenho", escreveu Coleman. "Estou disposto a fazer um teste antidoping todos os dias pelo resto da minha carreira, por tudo que me interessa provar minha inocência."

Coleman disse anteriormente no Twitter que os testadores não conseguiram encontrá-lo no dia 9 de dezembro enquanto ele estava em um shopping próximo nas compras de Natal. Essa foi sua terceira infração em um período de 12 meses.

Olimpíadas