PUBLICIDADE
Topo

Após bronze, Fratus agradece Cielo: "sem ele, não teria chegado aqui hoje"

Beatriz Cesarini

Do UOL, em Tóquio

01/08/2021 00h00

Logo após conquistar nas Olimpíadas de Tóquio-2020 a primeira medalha olímpica de sua carreira, Bruno Fratus fez questão de agradecer quem fez parte de sua trajetória na natação. Um deles, o nadador Cesar Cielo, único brasileiro a ganhar ouro na natação em Olimpíadas, ao vencer os 50m livre nos Jogos Olímpicos de Pequim-2008.

"Preciso agradecer publicamente o Cesar Cielo. Que mostrou que era possível há uns anos. E, se eu não tivesse tido, no começo da minha carreira, a oportunidade de treinar e competir ao lado daquele que eu acho que é o melhor velocista da história, eu não teria chegado aqui hoje", resumiu Bruno Fratus, na noite deste sábado (31), depois de conquistar o bronze nos mesmos 50m livre que eram a especialidade de Cielo.

Fratus ficou com o bronze ao fechar a prova com o tempo de 21s57. O ouro foi para o americano Caeleb Dressel, que pulverizou o recorde olímpico que era de Cielo (21s30) e estabeleceu um novo patamar ao cravar a marca de 21s07. Florent Manadou, da França, completou o pódio, com a prata, ao marcar 21s53.

Esta foi a segunda medalha brasileira na natação nesta edição dos Jogos Olímpicos. Antes de Bruno Fratus, Fernando Scheffer tinha conquistado o bronze nos 200m livre.