PUBLICIDADE
Topo

Cielo vibra após manter recorde mundial e brinca: 'Não sequei nem um pouco'

Cesar Cielo brinca após manter récorde mundial - Reprodução/SporTV
Cesar Cielo brinca após manter récorde mundial Imagem: Reprodução/SporTV

Colaboração para o UOL, em São Paulo

31/07/2021 23h12

'Não sequei nem um pouco'. Foi assim que César Cielo reagiu à medalha de ouro de Caeleb Dressel, hoje, nos 50m livre. Tudo porque o norte-americano passou perto, mas não superou o recorde mundial do brasileiro.

Comentando a prova no SporTV, Cielo brincou ao dizer que ficou "muito triste" com a manutenção de sua marca. O brasileiro, porém, perdeu o recorde olímpico para Dressel.

"Que pena, Milton (Leite). Não sequei nem um pouco. Eu fiquei muito triste (por não ter perdido o recorde mundial)", disse Cielo ao final da prova.

O campeão olímpico também brincou nas redes sociais, onde compartilhou um print de seus melhores tempos e se apresentou como "mais rápido do mundo".

Dressel conquistou o ouro em Tóquio ao nadar 21.07, e estabeleceu um novo recorde olímpico. Os melhores tempos de Cielo eram 21.30 (olímpico) e 20.91 (mundial).

Choro e cenário perfeito

O clima antes da prova, porém, foi diferente. Cielo se emocionou ao rever a conquista da sua medalha de ouro, em Pequim 2008.

"Sabe que me emociono toda vez que vejo essa prova", admitiu Milton Leite ao acompanhar o vídeo. O narrador foi o responsável com eternizar a conquista do brasileiro.

"Sabe que somos dois, Milton. Bons momentos, Milton. Tomara que a gente veja isso de novo", admitiu Cielo, emocionado.

"Sabe que esse é um dos dias mais importantes da minha carreira, porque a partir dali a natação entrou na minha vida, me atropelou, e estou com ela aqui até hoje", seguiu o narrador.

"Que bom, Milton! Vamos dar uma respirada, por favor", pediu o campeão olímpico.

Além disso, Cielo "pintou" o cenário perfeito da final, onde Bruno Fratus garantiria o ouro e repetiria o tempo do recorde olímpico. Fratus, porém, foi bronze.