PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Quem é o ex-campeão do UFC demitido após participar da invasão ao Capitólio

Pat Miletich, durante luta no UFC 31, em 2001 - Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images
Pat Miletich, durante luta no UFC 31, em 2001 Imagem: Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Brunno Carvalho

Do UOL, em São Paulo

13/01/2021 11h23

A invasão ao Capitólio feita por apoiadores do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, na última semana contou com a participação de um membro do hall da fama do UFC. Pat Miletich, dono de dois cinturões da organização, publicou nas redes sociais imagens nas imediações do Congresso norte-americano. Ele foi demitido ontem (12) de seu cargo de comentarista da Legacy Fighting Alliance (LFA).

Nas postagens, Miletich reiterava que os atos dos apoiadores de Trump haviam sido pacíficos e pediu para que seus seguidores parassem de "ouvir a imprensa". Os fatos, no entanto, desmentem o ex-lutador. Um policial do Capitólio foi espancado durante a invasão e morreu. Do lado dos extremistas, mais quatro mortes.

Miletich não sobe aos ringues de MMA desde 2008, mas o período em que esteve neles foi extremamente vencedor. Quando o UFC ainda engatinhava, se tornou o primeiro campeão dos meio-médios ao vencer Mikey Burnett, em São Paulo, em 16 de outubro de 1998. Ele defendeu o título quatro vezes antes de ser derrotado por Carlos Newton, em 2001.

Pat Miletich (segundo da direita para a esquerda) esteve na invasão ao Capitólio - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Pat Miletich (segundo da direita para a esquerda) esteve na invasão ao Capitólio
Imagem: Reprodução/Instagram

Quando decidiu se aposentar, criou uma academia que se tornou uma fábrica de campeões. Localizada em Iowa, nos Estados Unidos, a Miletich Fighting Systems foi casa de diversos donos de cinturões no MMA. Especificamente no UFC foram campeões Matt Hughes, Tim Sylvia, Jens Pulver e Robbie Lawler.

No ano passado, Miletich voltou aos ringues para disputar uma luta de kickboxing. Aos 54 anos, acabou derrotado por Michael Nunn por decisão dividida.

Miletich se define nas redes sociais como um "buscador da verdade". Seus posts costumam ser recheado de teorias conspiratórias, principalmente envolvendo as vacinas contra a covid-19, apesar da comprovação da eficácia delas.

MMA