PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Arnaldo: Palmeiras tem duas opções para escalação cautelosa na final

Do UOL, em São Paulo

26/11/2021 16h35

Classificação e Jogos

A formação que o técnico Abel Ferreira deve mandar o Palmeiras a campo no jogo com o Flamengo pela final da Libertadores, no estádio Centenário, em Montevidéu, é um mistério, com a possibilidade de manutenção do time que atuou nos jogos mais recentes, com a dupla Gustavo Scarpa e Raphael Veiga no meio de campo, ou mais cautelosa, como a que atuou diante do Atlético-MG, com três volantes, sendo um deles Felipe Melo, que pode virar um terceiro zagueiro.

No podcast Posse de Bola #181, Arnaldo Ribeiro afirma que o técnico deve mandar a campo um Palmeiras mais cauteloso, com três volantes ou até mesmo um zagueiro na lateral direita em vez de Mayke, para tentar anular o Flamengo e explorar os contra-ataques em velocidade.

"São duas opções de escalações mais cautelosas, a mais provável é aquela base que enfrentou o Atlético-MG, base porque não tem o Marcos Rocha, que está suspenso e aquele abre que enfrentou o Atlético-MG tem três volantes com o Felipe Melo podendo fazer o terceiro zagueiro ou o primeiro volante dependendo das circunstâncias do jogo, e aí sobra de novo para o Gustavo Scarpa, sobra sempre para o Gustavo Scarpa", afirmar Arnaldo.

"Na hora da partida grande e competitiva o Abel tira ele do time e é provável que tire ele de novo e que o meio de campo seja formado por Felipe Melo, Danilo e Zé Rafael, três volantes, com Veiga e Dudu, mais ou menos como jogo contra o Atlético-MG, só o Rony lá entre os zagueiros, é o mais provável. A outra alternativa treinada é um zagueiro pela direita no lugar do Mayke, aos moldes do que o Rogério Ceni fez no São Paulo x Flamengo, colocando um zagueiro pela direita, isso é o caso de jogar o Michael e tal. Não deu muito certo no São Paulo x Flamengo", completa.

O jornalista afirma que Abel deve armar um time de acordo com a forma que o Flamengo joga e não espera um jogo tão fechado como o da final passada, não acreditando que Renato Gaúcho vá mudar as características de seu time.

"O Abel vai armar um time, e assim é a característica dele, em função do adversário. O Renato, pela característica e pelo elenco que o Flamengo tem, vai tentar juntar os melhores jogadores na equipe, são estratégias diferentes e acho que essa situação, lembremos que na última final da Libertadores, Santos x Palmeiras, ainda esse ano, o Cuca, então técnico do Santos, quis modificar a equipe dele em função do time do Palmeiras mais defensivo, colocou um volante a mais, o Sandry, na final, e o jogo ficou travado daquele jeito absurdo", diz Anrlado.

"Ele até conseguiu deixar o jogo travado até o fim, mas levou o gol no final e perdeu o campeonato, o Renato não vai fazer isso, não vai botar um jogador a mais de meio de campo para ter o mesmo número de volantes e jogadores no setor que o Palmeiras terá, o Flamengo vai tomar a iniciativa e o Palmeiras vai jogar no contra-ataque, isso a gente sabe e sabe também como funciona o Abel nessas partidas decisivas, a cautela e jogar no erro do adversário acima de tudo", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol