PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Olimpíada e 'benção' de filha de Barbosa: a aposta de Diniz no gol do Vasco

Lucão com gesto antirracismo e camisa de Barbosa: filha do ex-goleiro diz que jovem a faz lembrar do pai - Rafael Ribeiro/Vasco
Lucão com gesto antirracismo e camisa de Barbosa: filha do ex-goleiro diz que jovem a faz lembrar do pai Imagem: Rafael Ribeiro/Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

24/10/2021 04h00

Classificação e Jogos

Na importante vitória do Vasco por 2 a 1 sobre o líder Coritiba, na última rodada da Série B, o técnico Fernando Diniz surpreendeu na escalação ao colocar o jovem Lucão como titular no gol cruzmaltino no lugar do experiente Vanderlei. Visto como uma promessa das divisões de base do clube, o arqueiro é uma aposta do treinador e seguirá entre os 11 no decisivo duelo de hoje (24), contra o Náutico, no estádio dos Aflitos, em Recife (PE), às 16h, pela 31ª rodada.

Aos 20 anos, Lucão coleciona passagens por seleções brasileiras de base, tendo sido campeão sul-americano sub-17, em 2017, e do tradicional Torneio de Toulon sub-23, em 2019. Além disso, fez parte do elenco campeão olímpico neste ano (leia mais abaixo).

Sua estreia no profissional do Vasco aconteceu em fevereiro do ano passado, pelo Campeonato Carioca, quando ele tornou-se o goleiro mais jovem a atuar pelo clube no século 21, superando o ídolo cruzmaltino Helton, que havia estabelecido o recorde em 2000.

Em toda a temporada 2020, Lucão fez cinco partidas como titular, e acabou tendo como ponto negativo uma falha na eliminação da Copa Sul-Americana para o Defensa y Justicia, nas oitavas de final, na derrota por 1 a 0 em São Januário. Na ocasião, protagonizou uma cena comovente ao se debulhar em lágrimas após o jogo por conta do erro.

Mesmo ainda com a confiança da diretoria, Lucão viu chegar nesta temporada o experiente Vanderlei. Segundo o diretor-executivo de futebol, Alexandre Pássaro, tal contratação também era uma maneira de ajudar na formação do jovem goleiro.

Porém, no decorrer das competições, Vanderlei foi acumulando falhas e caiu em descrédito com a torcida, até chegar ao ponto de Fernando Diniz entender que era o momento de uma mudança no gol vascaíno.

"Em relação ao Lucão, a decisão de começar com ele foi a segurança que ele me passou nos treinos. O histórico também. Um jogador que pegou todas as categorias de base da seleção. Foi campeão olímpico também. Um jogador jovem, com esse currículo, pelo que estava demonstrando nos treinos, que já tinha 15 jogos como titular este ano, me deu segurança para poder colocá-lo. Tínhamos um ótimo goleiro jogando que era o Vanderlei. Mas achei que pelo momento, pelos treinos, era momento de dar uma oportunidade ao Lucão", explicou Diniz.

Lucão foi campeão olímpico com a seleção brasileira

Goleiro Lucão recebe homenagem do Vasco após ouro olímpico em Tóquio - Rafael Ribeiro/Vasco.com.br - Rafael Ribeiro/Vasco.com.br
Goleiro Lucão recebe homenagem do Vasco após ouro olímpico em Tóquio com a seleção brasileira
Imagem: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br

Uma grande etapa de amadurecimento na carreira de Lucão foi ser integrante da seleção brasileira que conquistou a medalha de ouro nas Olimpíadas de Tóquio. Embora não tenha entrado em nenhuma partida, sua participação em um torneio de tamanho porte e a convivência com jogadores renomados como Neymar e Daniel Alves contribuíram para o crescimento do jovem e promissor arqueiro.

Ao lado do zagueiro Ricardo Graça, seu companheiro de clube, ele foi homenageado pelo Vasco quando retornou da competição, recebendo uma placa, um quadro e uma camisa com um patch alusivo à conquista.

"Essa é uma homenagem que preparamos com todo carinho para dois jogadores que colocaram o nome do Vasco no lugar mais alto na principal competição esportiva. Conquistar uma medalha olímpica não é fácil, poucos no país conseguem esse feito, então temos orgulho em possuirmos no nosso elenco dois campeões olímpicos. Ricardo e Lucão são referências dentro e fora de campo", declarou o presidente do clube, Jorge Salgado, na ocasião.

Filha de Barbosa torce por Lucão: "Vejo o meu pai"

Lucão posa com camisa especial em celebração aos 100 anos de Barbosa - Rafael Ribeiro/Vasco  - Rafael Ribeiro/Vasco
Lucão posa com camisa especial feita pelo Vasco em celebração aos 100 anos de Barbosa
Imagem: Rafael Ribeiro/Vasco

Com sua trajetória ainda no início, Lucão tem conseguido dar prosseguimento à escola de goleiros negros do Vasco, que tem como maiores expoentes Hélton e o lendário Barbosa, que fez história tanto no clube quanto na seleção brasileira.

Foi justamente as semelhanças físicas e profissionais que fizeram Tereza Borba, filha do ex-arqueiro, procurar o Vasco e solicitar o telefone de Lucão para manter contato com o garoto. Para ela, o jovem lembra seu pai.

"Eu sou apaixonada por goleiros. Eu converso com o Lucão. Quando vejo o Lucão, vejo o meu pai e torço muito, muito por ele. Eu falo que a estrela do Lucão ainda vai brilhar. E ele tira como exemplo a história do Barbosa. Barbosa é um grande ensinamento para o Lucão e para vários goleiros, principalmente os negros", declarou Tereza, ao UOL Esporte, em março deste ano, quando Barbosa completaria 100 anos.

Engajada, Tereza ainda complementou citando o preconceito contra goleiros negros:

"Goleiro negro, meu Deus, muito marginalizado. E já passou da hora disso acabar".

Lucão, na ocasião, revelou ter ficado emocionado ao saber a maneira como a filha de Barbosa o via e ressaltou que se espelha no ídolo:

"Fico muito feliz em saber que tem alguém tão próximo do Barbosa que eu possa perguntar, que eu possa saber quais eram os gostos dele. Fiquei emocionado quando ouvi dela que sou bem parecido com ele na forma de jogar. Isso me motiva demais. Sempre que posso estou em contato com a Tereza e sempre falo que um dia quero ser fonte de inspiração para as pessoas, como o Barbosa era e ainda é".

FICHA TÉCNICA
NÁUTICO X VASCO

Local: Estádio dos Aflitos, em Recife (PE)
Hora: 16h (horário de Brasília)
Árbitro:Paulo Roberto Alves Júnior (PR)
Auxiliares: Bruno Boschilia (Fifa/PR) e Victor Hugo Imazu (PR)
VAR: Wagner Reway (Fifa/PB)

Náutico: Anderson; Hereda, Rafael Ribeiro, Camtanga e Júnior Tavares; Djavan, Matheus Jesus (Marcel) e Jean Carlos; Jailson, Caio Dantas e Murillo. Técnico: Hélio dos Anjos

Vasco: Lucão, Zeca, Walber, Leandro Castan e Riquelme; Bruno Gomes (Andrey), Marquinhos Gabriel e Nenê; Morato, Gabriel Pec e Germán Cano. Técnico: Fernando Diniz

Vasco