PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Obra do CT da base do Vasco avança e mudança é prevista para início de 2022

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

23/10/2021 04h00

As obras de ampliação e modernização do centro de treinamento das divisões de base do Vasco, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense (RJ), deram passos importantes e se encaminham para sua finalização. Os três novos campos já estão em estágio avançado e agora aguardam apenas o primeiro corte de grama para serem liberados ao uso. A expectativa é a de que a mudança completa do departamento de base cruz-maltino aconteça no início de 2022.

Ontem (22), em uma cerimônia formal, houve o hasteamento da maior bandeira oficial do clube. Erguida em um mastro de 45 metros, de frente para a rodovia Washington Luís, o novo pavilhão tem 6,75 m de altura e 9,60 m de largura. O material usado para confeccioná-lo foi um tecido de nylon de paraquedas reforçado. O clube recebeu essa bandeira através da doação de um grupo de vascaínos que também será responsável pela manutenção da mesma.

Inicialmente, o CT terá um total de quatro campos para abrigar tanto a base quanto o futebol feminino. O projeto completo, no entanto, ainda prevê a possibilidade de mais dois ou três. O local ainda contará com estrutura de vestiário, academia, departamento médico e demais dependências necessárias para o departamento de futebol.

A ampliação e modernização do terreno teve início no ano passado, ainda na gestão de Alexandre Campello, que aproveitou parte dos recursos arrecadados no financiamento coletivo criado para o CT dos profissionais, que já está pronto e em uso na Cidade de Deus (zona oeste do Rio de Janeiro).

De olho na reeleição, Campello chegou a fazer uma "inauguração" precoce do CT da base a poucos dias da eleição. O ex-mandatário, porém, acabou ficando em terceiro lugar nas urnas vascaínas e passou o cargo para Jorge Salgado após um pleito para lá de bagunçado.

CT representará economia

Três novos campos do CT da base do Vasco aguardam o primeiro corte de grama para serem liberados ao uso - Rafael Ribeiro / Vasco - Rafael Ribeiro / Vasco
Três novos campos do CT da base do Vasco aguardam primeiro corte de grama para serem liberados ao uso
Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco

A mudança completa do departamento de base e do futebol feminino para o CT de Caxias representará uma importante economia para os cofres vascaínos. Atualmente, o clube gasta cerca de R$ 100 mil por mês em toda a logística e deslocamento para o CT do Artsul, em Nova Iguaçu (RJ), espaço alugado em que o Vasco costuma utilizar para a maioria dos treinos e jogos destas categorias.

Terreno foi obtido após permuta

CT da base do Vasco situado em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense (RJ) - Rafael Ribeiro / Vasco - Rafael Ribeiro / Vasco
CT da base do Vasco situado em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense (RJ)
Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco

O terreno onde se encontra o centro de treinamento da base, em Duque de Caxias, foi uma permuta feita com a prefeitura do Rio de Janeiro há mais de 20 anos por um espaço que pertencia ao clube na região da Uruguaiana, no centro da capital carioca. Ao longo do tempo, porém, o Vasco foi perdendo metros quadrados no local, que só tinha um campo e não possuía energia elétrica.

Antes da construção dos três novos campos, foi necessário ser feito um trabalho de aterramento em função do local ser uma região com mangues.

Vasco