PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

RMP: "Palmeiras vai entrar como zebra contra o Atlético-MG na terça"

Do UOL, em São Paulo

19/09/2021 04h00

Classificação e Jogos

Atlético-MG e Palmeiras entraram em campo neste sábado (18) pelo Brasileirão, mas de olho no esperado encontro entre eles na próxima terça (21) pelas semifinais da Libertadores. Ambos venceram seus compromissos diante de rivais que figuram na zona de rebaixamento: o Galo ganhou por 3 a 0 do Sport, enquanto o Verdão bateu a Chapecoense por 2 a 0. Com este "aperitivo", o que se pode esperar da partida pelo torneio continental?

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte - com os jornalistas Isabela Labate, Renato Maurício Prado, Marluci Martins e Mauro Cezar Pereira - os comentaristas fizeram suas projeções para o duelo desta terça. A opinião é unânime: o Galo é favorito diante do Palmeiras.

"Fiquei com a sensação de que o Atlético-MG está mais forte do que o Palmeiras, que terá que fazer uma partida inesquecível para não perder já nesse primeiro jogo. É fortíssimo esse time do Atlético-MG. Acho que o único time que tem capacidade de enfrentá-lo de igual para igual é o Flamengo completo. Estou achando que o Palmeiras vai entrar como zebra nesse jogo de terça-feira pelo o que os dois times estão jogando", analisou Renato.

Para Mauro, nem mesmo o fato de atuar no Allianz Parque dá ao Verdão algum tipo de vantagem garantida. "O Palmeiras depende do gol no começo. Se o Palmeiras fizer 1 a 0 no começo, o jogo será pautado por isso e o Atlético-MG pode ter muitos problemas. O Palmeiras perdeu três dos quatro últimos jogos em casa: Cuiabá [2 a 0], Fortaleza [3 a 2] e Flamengo [3 a 1]. Só ganhou do Athletico [2 a 1]. Já foi eliminado da Copa do Brasil pelo CRB. De fato, o time não tem conseguido se impor jogando em seu estádio. O Atlético-MG é o favorito, mas o Palmeiras não está morto", afirmou.

Marluci considera o elenco do Galo superior ao do time paulista. "O favorito é o Atlético-MG porque está mostrando que chegou para ser campeão. O Palmeiras está oscilando. Tem um excelente time, mas ainda acho que o elenco do Atlético-MG é melhor, os reforços foram excelentes. O Diego Costa, sem precisar de muito tempo, já está completamente entrosado ao time. Vejo favoritismo total do Atlético-MG, mas não acho que haverá uma grande diferença em campo, uma goleada", opinou.

Embora veja o time mineiro em melhores condições, Mauro ressaltou que o Palmeiras pode complicar, principalmente se repetir a atuação no clássico contra o São Paulo no Allianz Parque pela fase anterior. "O Palmeiras tem que saber tirar proveito dessa condição de franco-atirador que está sendo atribuída a ele, embora não o veja assim. O Palmeiras tem jogadores com qualidade para se recompor da derrota feia sofrida para o Flamengo na semana passada e ser competitivo, como foi contra o São Paulo, especialmente no segundo jogo", disse, citando a vitória alviverde por 3 a 0 sobre o Tricolor.

A vitória contra a Chapecoense, embora esperada, teve grande importância para o Palmeiras, na visão de Marluci. "O Palmeiras vem de oscilações nos sete últimos jogos e essa vitória tem um significado maior por conta do que estava acontecendo com o time. Estava oscilando demais e gerando algumas dúvidas. Acredito que o Palmeiras vai fazer um jogo equilibrado, até porque ninguém vai com tanta sede ao pote em um jogo de mata-mata. Não acho que o Atlético-MG vai partir para cima. Vai ser um jogo estudado", projetou.

Já Renato enfatizou que o Galo não deve sentir o peso de atuar fora de casa. "Esse time do Atlético-MG impressiona mais. Não acho que o futebol dele seja encantador, mas é muito jogador bom para decidir. No que der uma bobeada, o Diego Costa faz um gol de cabeça, o Hulk pega uma sobra e dá uma bomba e o Arana está voando na lateral-esquerda. Estou muito curioso para esse jogo e insisto: o Atlético-MG é favorito, mesmo jogando na casa do Palmeiras", finalizou.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol