PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Com ascensão de trio da base, Mancini ganha opções para zaga no Corinthians

Yago Rudá

Do UOL, em São Paulo

21/04/2021 12h00

Classificação e Jogos

Nas duas últimas temporadas, o Corinthians enfrentou problemas com a oferta de zagueiros em seu elenco. No ano passado, com a lesão de Danilo Avelar, a equipe chegou a ficar apenas com Gil e Bruno Méndez como opções no grupo. Agora, no entanto, a adversidade foi superada com a utilização e ascensão de três jogadores formados na base do próprio clube: Raul Gustavo, João Victor e Léo Santos.

Com a política de dar espaço aos pratas da casa, a diretoria repatriou João Victor, que estava no Atlético-GO no ano passado, deu mais espaço para Raul Gustavo, titular nos jogos contra a Ferroviária e Ituano, e também contou com a recuperação física de Léo Santos, que não fazia uma partida desde março de 2019 e voltou a ser utilizado no último fim de semana.

Em meio ao 'boom' dos jovens, o técnico Vagner Mancini segue com Gil e Bruno Méndez como titulares, e ainda conta com o futebol de Jemerson. Este último tem contrato até o fim de junho, agrada a comissão técnica, mas não deve renovar por conta do corte de gastos implantado na gestão do presidente Duilio Monteiro Alves, empossado no início deste ano.

Neste momento, o Corinthians tem à disposição seis zagueiros no elenco, todos com plenas condições de jogo e com boas atuações em partidas recentes. No departamento médico, o Timão ainda conta com Danilo Avelar, titular em praticamente toda a temporada passada, até romper os ligamentos do joelho, em outubro. A tendência é de que ele tenha condições de voltar a jogar apenas no Brasileirão.

Dramas do passado

O Corinthians viveu problemas no passado com o setor. Em 2020, logo quando Danilo Avelar se machucou, o clube promoveu Raul Gustavo — que havia defendido as cores da Inter de Limeira no Paulistão e estava com o elenco sub-23. O jogador, no entanto, tinha punição grande a cumprir devido à participação em briga no ano anterior, ainda como atleta do sub-20, e não podia ser relacionado.

A solução foi convocar Marllon, que estava emprestado ao Cruzeiro e disputando a Série B do Campeonato Brasileiro naquele momento. Até a contratação de Jemerson, que veio do Monaco, da França, o Timão ficou com apenas três zagueiros com condição de jogo no elenco.

Em 2019, o clube já havia passado por situação parecida. A diretoria na época negociou Henrique com o futebol dos Emirados Árabes Unidos, emprestou Pedro Henrique ao Athletico-PR e liberou Marllon ao Bahia. O problema, no entanto, foi que Léo Santos se machucou, resultando em apenas Gil, Manoel e Bruno Méndez no elenco.

Naquela ocasião, o jovem João Victor já treinava com os profissionais, mas não tinha a confiança da comissão técnica. Por isso, a diretoria solicitou ao Bahia a volta de Marllon para ter peças de reposição no elenco.

Corinthians