PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Após Ratinho, SBT planeja mais nomes da casa na Libertadores, diz Téo José

Téo José afirmou que o SBT planeja utilizar nomes da casa para comentar os jogos da Libertadores - Reprodução/Rádio Jovem Pan
Téo José afirmou que o SBT planeja utilizar nomes da casa para comentar os jogos da Libertadores Imagem: Reprodução/Rádio Jovem Pan

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/09/2020 15h36

Classificação e Jogos

A participação do apresentador Ratinho na transmissão do SBT da partida entre Guarani (PAR) e Palmeiras, pela Copa Libertadores da América, na última quarta-feira, não deve ser isolada. Segundo o narrador Téo José, a emissora planeja utilizar outros nomes da casa para comentar os jogos da competição.

Téo José revelou que, além de novas participações de Ratinho, outros apresentadores do canal vão aparecer fazendo análise das partidas.

"Essa história de integrar [aos jogos] outras pessoas do SBT, isso vai acontecer. Eu não sei quem vai ser na próxima quarta-feira", disse o narrador em entrevista ao Programa Pânico, da Rádio Jovem Pan.

Ele não quis citar nomes. Durante a entrevista, um dos membros do programa chegou a citar o apresentador Celso Portiolli como um possível próximo comentarista, e Téo não respondeu.

Além da Libertadores

O narrador também falou sobre a possibilidade de o SBT adquirir os direitos de transmissões de outros campeonatos, inclusive em modalidades além do futebol.

"O que ouvi na semana passada, antes da nossa estreia na Libertadores, é que o SBT tem a liberação do dono, que é o Silvio Santos, e da diretoria atual, do Maciel [José Roberto Maciel, CEO da empresa], que o SBT está em busca de bons eventos esportivos. Então, acho que o mercado está aberto", disse.

De acordo com Téo José, os resultados de audiência e de publicidade obtidos pela emissora com a Libertadores fazem com que haja uma ideia de expansão para outros eventos.

"As coisas vão acontecendo lentamente. Televisão é um brinquedo muito caro e, se você não fizer contas, vai quebrar a cara. E a gente está passando por uma crise econômica. A gente chegou agora com a Libertadores, já em setembro, é mais difícil ainda chegar no mercado publicitário. Mas já se venderam patrocínios, outros devem entrar. A gente começou de uma forma bacana", apontou.

A transmissão da Fórmula 1, que deixa a Globo em 2021, é uma das possibilidades para o SBT. Entretanto, para exibir as corridas no ano que vem, a emissora deve negociar com a Rio Motorsports, empresa que adquiriu os direitos de exibição da categoria no Brasil.

UOL Esporte vê TV