PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Como pandemia ajudou Globo a reforçar lado comentarista de Galvão Bueno

Reprodução/Instagram @galvaobueno
Imagem: Reprodução/Instagram @galvaobueno

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em Aracaju

25/09/2020 04h00

Sem poder narrar jogos de futebol em razão de integrar o grupo de risco do novo coronavírus, Galvão Bueno nos últimos tempos só pode ser visto nas atrações esportivas da Globo quando participa como comentarista. Mesmo com o contexto adverso, a avaliação na emissora carioca é que, meio sem querer, a empresa tem conseguido fazer uma transição de carreira do experiente comunicador, algo que estava sendo planejando antes da paralisação do futebol.

Segundo apurou a reportagem do UOL Esporte, a emissora carioca está impressionada com a repercussão das opiniões de Galvão Bueno durante suas participações nos programas "Bem, Amigos!" e "Seleção Sportv", ambos pelo canal esportivo de TV paga da Globo.

Ontem (24), por exemplo, uma frase de Galvão Bueno sobre o adiamento ou não de Flamengo e Palmeiras aumentou substancialmente a audiência do programa apresentado por André Rizek. Na web, o momento de maior participação do público foi justamente na entrada do narrador.

Agora, sem poder narrar partidas, a Globo estuda até colocar Galvão Bueno em jogos da seleção das eliminatórias da Copa. O narrador entraria de casa e comentaria os jogos para ajudar a manter público interessado. Além disso, seria mais uma atração a mais para o começo das transmissões. A primeira partida neste modelo está prevista para o dia 9 de outubro, diante da Bolívia.

Para a Globo, essas participações ajudam o público a ver Galvão Bueno também como um nome que também comenta, além de só ser uma voz de transmissões.

Nas últimas semanas, Galvão Bueno intensificou suas participações semanais no Sportv. O veterano participa toda quinta-feira do programa pós-rodada nas quintas no "Seleção", algo pedido pelo próprio profissional para se manter no ar. Existe a ideia de que o narrador participe de outros programas, incluindo o "Troca de Passes" em algumas ocasiões.

O principal nome do Esporte da Globo está recluso desde março, por causa da pandemia do novo coronavírus. Bueno só volta a trabalhar nos estúdios quando uma vacina do Covid-19 acontecer. Galvão está ficando em suas propriedades, alternando tempo entre Londrina, no interior do Paraná, e os pampas do Rio Grande do Sul. De casa, participa semanalmente como debatedor do "Bem, Amigos!", seu programa de todas às segundas.

O narrador também fez participações durante as reprises de futebol nas tardes de domingo da Globo, principalmente em jogos da seleção. Quando completou 70 anos, em julho, Galvão Bueno recebeu uma programação com homenagens, e uma delas foi a oportunidade de narrar a final da Libertadores de 2019 entre Flamengo e River Plate, em um esquema diferenciado montado pela emissora.

Galvão Bueno também fez participações no "Esporte Espetacular" e em algumas corridas da Fórmula 1, quando fez comentários e contou sua história com a categoria. Como se sabe, o comunicador tem contrato com a Globo até o fim de 2022 — ou seja, logo após o fim da Copa do Mundo do Qatar, prevista o fim do ano em questão.

UOL Esporte vê TV