PUBLICIDADE
Topo

Rafael Reis

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Quem são os maiores artilheiros da história do Mundial de Clubes da Fifa?

Tricampeão com o Real Madrid, Cristiano Ronaldo é o artilheiro histórico do Mundial - Gerard Julien/AFP
Tricampeão com o Real Madrid, Cristiano Ronaldo é o artilheiro histórico do Mundial Imagem: Gerard Julien/AFP
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

11/02/2021 04h20

O francês André-Pierre Gignac foi o responsável por todos os três gols anotados pelo Tigres no Mundial de Clubes da Fifa. O polonês Robert Lewandowski anotou os dois tentos do Bayern de Munique na competição.

Os dois centroavantes vão se encontrar hoje, a partir das 15h (de Brasília), no estádio Cidade da Educação, no Qatar, para decidir que time irá levantar o troféu de "melhor do planeta" nesta temporada.

Mas, além do objetivo principal, inédito na carreira de ambos, há ainda uma segunda meta que os move nesta final: entrar no estrelado grupo dos maiores artilheiros da história do torneio.

A lista dos goleadores máximos da competição, criada pela Fifa em 2000 e disputada anualmente desde 2005, tem Cristiano Ronaldo na ponta.

O astro português já marcou sete vezes em Mundiais: seis com a camisa do Real Madrid, clube pelo qual foi a campo em 2014, 2016 e 2017, e uma quando ainda defendia o Manchester United, em 2008.

O galês Gareth Bale, seu antigo companheiro no Real e que atualmente está emprestado ao Tottenham, é quem mais se aproxima da marca de CR7. Ele já meteu seis bolas nas redes, todas pela equipe espanhola.

Há um empate triplo do terceiro e último lugar do pódio. O argentino Lionel Messi e o uruguaio Luis Suárez, que anotaram cinco gols cada durante participações do Barcelona em Mundiais, dividem espaço com o argentino César Delgado, que marcou época no Monterrey, do México.

O brasileiro mais bem classificado no ranking de artilheiros históricos do torneio da Fifa é Denílson, um atacante pouco conhecido no futebol nacional, que meteu quatro bolas nas redes pelo sul-coreano Pohang Steelers, em 2009.

Quando contabilizadas também as versões anteriores do Mundial, Cristiano Ronaldo tem uma companhia ainda mais ilustre no topo do ranking, já que Pelé contabiliza sete gols em competições realizadas com objetivo de escolher o melhor time de futebol do planeta.

O Mundial de Clubes 2020 está sendo disputado em fevereiro de 2021 por conta do adiamento no calendário do futebol internacional provocado pela pandemia. Também devido à proliferação do coronavírus, a competição tem um participante a menos nesta edição — o Auckland City, da Nova Zelândia, decidiu não viajar ao Qatar.

Favorito na decisão deste ano, o Bayern está em busca do seu quarto título mundial (venceu a Copa Intercontinental em 1976 e 2001, além do torneio da Fifa de 2013). Já o Tigres é o primeiro clube mexicano a alcançar a final da competição.

Maiores artilheiros do Mundial de Clubes

1 - Cristiano Ronaldo (POR, Manchester United e Real Madrid) - 7 gols
2 - Gareth Bale (GAL, Real Madrid) - 6 gols
3 - César Delgado (MEX, Monterrey) - 5 gols
Lionel Messi (ARG, Barcelona) - 5 gols
Luis Suárez (URU, Barcelona) - 5 gols
6 - Denílson (BRA, Pohang Steelers) - 4 gols
Mohamed Aboutrika (EGI, Al-Ahly) - 4 gols
Tsukasa Shiotani (JAP, Sanfrecce Hiroshima e Al-Ain) - 4 gols