PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Rafael Reis

Quem é o destaque do Inglês que o Brasil pode perder para Portugal?

Matheus Pereira é um dos destaques do WBA e pode em breve jogar pela seleção portuguesa - Getty Images
Matheus Pereira é um dos destaques do WBA e pode em breve jogar pela seleção portuguesa Imagem: Getty Images
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

03/10/2020 04h00

A história que tirou Pepe, Deco, Thiago Alcântara, Diego Costa, Rodrigo Moreno, Jorginho e tantos outros talentos do caminho seleção brasileira para levá-los a vestir as camisas de outros países está prestes a se repetir mais uma vez no futebol europeu.

Destaque deste início de Campeonato Inglês, apesar de defender uma das piores equipes da primeira divisão, o meia-atacante Matheus Pereira, do West Bromwich Albion, tem tudo para aparecer em uma das próximas convocações de Portugal.

E o jogador de 24 anos, que está em sua segunda temporada pelo WBA, já deu deixou claro que aceitaria um chamado para ser companheiro de seleção de Cristiano Ronaldo, João Félix e Bernardo Silva.

Em fevereiro, afirmou com todas as palavras em entrevista ao jornal luso "O Jogo" que diria sim a uma eventual convocação feita por Fernando Santos. No mês seguinte, deu uma declaração ainda mais forte sobre o tema.

"Se o Brasil enfrentasse Portugal, eu torceria por Portugal. Minha essência é brasileira, mas meu coração está em Portugal. Minhas melhores lembranças estão lá. A seleção portuguesa costumava ser uma equipe média, mas agora está no topo. Defenderia Portugal com 100% de certeza. Seria a realização de um sonho", disse, ao site oficial do clube inglês.

Apesar de ter nascido em Belo Horizonte, o meia-atacante passou longe de ter uma carreira profissional em sua terra-natal. Ele se mudou com a família para Portugal ainda no começo da adolescência e ingressou nas categorias de base do Sporting aos 14 anos.

O garoto fez tanto sucesso por lá que passou a ser comparado a Cristiano Ronaldo, o maior jogador já produzido pelo clube de Lisboa. Aos 19 anos, foi chamado por Jorge Jesus para estrear na equipe adulta.

Mas o brasileiro não correspondeu de imediato a tudo aquilo que se esperava dele. Resultado: depois de duas temporadas, entrou para a lista de jogadores que emendam um empréstimo atrás do outro.

Foram três cessões. Na primeira, para o Desportivo Chaves, só ganhou experiência. No Nuremberg, da Alemanha, mostrou que poderia vingar. E no WBA, realmente começou a explodir.

Matheus foi um dos destaques do time na campanha do acesso para a primeira divisão, na temporada passada. Com 20 assistências distribuídas para seus companheiros, foi o maior "garçom" da Championship.

Por isso, assim que voltou à elite, o WBA fez questão de pagar ao Sporting os 9,1 milhões de euros (R$ 51,6 milhões) pedidos pelos direitos econômicos do jogador. Na avaliação dos ingleses, foi uma "pechincha".

O investimento tem dado resultado. Dos cinco gols já marcados pelo time nesta edição do Inglês, três tiveram participação direta do camisa 12. Ele balançou as redes uma vez (contra o Everton) e deu dois passes decisivos (ante Everton e Chelsea).

Apesar do bom desempenho de Matheus, o WBA tem colecionado resultados negativos no retorno à Premier League. A equipe só somou um ponto nas três primeiras rodadas da competição e já sofreu 11 gols.

Depois de cruzar com Leicester, Everton e Chelsea, três adversários de alto poderio econômico e ousadas ambições para esta temporada, o time enfrenta amanhã seu primeiro rival da parte de baixo da tabela, o Southampton, que acumulou até o momento uma vitória e duas derrotas.