PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Rafael Reis


Rafael Reis

Mercado da Bola movimenta R$ 10,4 bi; veja os 10 campeonatos mais gastões

Arthur, da Juventus, é o reforço mais caro da Itália (e do mundo) nesta janela - Divulgação
Arthur, da Juventus, é o reforço mais caro da Itália (e do mundo) nesta janela Imagem: Divulgação
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

12/08/2020 04h20

A Itália é o epicentro do Mercado da Bola global na atual janela de transferências.

O país tetracampeão mundial (1934, 1938, 1982 e 2006) é aquele que mais movimentou dinheiro em compras e empréstimos de jogadores para a próxima temporada.

Juntos, os 20 clubes da primeira divisão do Campeonato Italiano já investiram 466,5 milhões de euros (R$ 3 bilhões) na chegada de reforços. O valor equivale a quase o dobro do gasto nesta janela pelas equipes da elite da Inglaterra, segunda colocada no ranking, que torraram 246,2 milhões de euros (R$ 1,6 bilhão) até o momento.

Os cinco campeonatos nacionais mais importantes da Europa são também os cinco que mais se reforçaram nos últimos meses. Juntos, eles foram responsáveis pela movimentação de quase 1,3 bilhão de euros (R$ 8,4 bilhões), mais de 80% do mercado global.

No total, a janela de transferências para a temporada 2020/2021 fez girar até o momento 1,6 bilhão de euros (R$ 10,4 bilhões) em transações envolvendo mudanças de clubes de jogadores. Quase todo o valor gasto em contratações veio de equipes europeias.

A liga de outro continente que mais investiu em contratações, a dos Emirados Árabes Unidos, aparece apenas na 17ª colocação do ranking, com 11,7 milhões de euros (R$ 74,7 milhões). O Campeonato Brasileiro surge logo na sequência, em 18º, com gastos na casa de 11,6 milhões de euros (R$ 74,1 milhões).

No ano passado, o Mercado da Bola de junho/julho/agosto foi o maior da história do futebol e movimentou cerca de 7 bilhões de euros (R$ 45,3 bilhões, na cotação atual).

Esse valor dificilmente será alcançado neste ano devido aos efeitos econômicos provocados pela Covid-19. Também devido à proliferação do vírus, os períodos para negócios também tiveram suas datas alteradas.

Ao contrário do que normalmente ocorre nos países do primeiro escalão da Europa, a janela de transferências desta vez não será fechada no fim de agosto. Inglaterra e França permitirão o registro de novos jogadores até meados de setembro. Já Alemanha, Itália, Portugal e Espanha estenderam os prazos para transações por um mês mais, até outubro.

Os 10 campeonatos mais gastões da janela

1 - Campeonato Italiano - 466,5 milhões de euros
2 - Campeonato Inglês - 246,2 milhões de euros
3 - Campeonato Espanhol - 215,8 milhões de euros
4 - Campeonato Francês - 197,4 milhões de euros
5 - Campeonato Alemão - 159,5 milhões de euros
6 - Campeonato Russo - 44,5 milhões de euros
7 - Campeonato Belga - 38,6 milhões de euros
8 - Campeonato Inglês (2ª divisão) - 37,3 milhões de euros
9 - Campeonato Português - 30,7 milhões de euros
10 - Campeonato Holandês - 28,8 milhões de euros

Os 10 reforços mais caros

1 - Arthur (BRA, Juventus) - 72 milhões de euros
2 - Victor Osimhen (NIG, Napoli) - 70 milhões de euros
3 - Miralem Pjanic (BOS, Barcelona) - 60 milhões de euros
4 - Álvaro Morata (ESP, Atlético de Madri) - 56 milhões de euros
5 - Timo Werner (ALE, Chelsea) - 53 milhões de euros
6 - Mauro Icardi (ARG, Paris Saint-Germain) - 50 milhões de euros
7 - Nathan Aké (HOL, Manchester City) - 45,3 milhões de euros
8 - Leroy Sané (ALE, Bayern de Munique) - 45 milhões de euros
9 - Achraf Hakimi (MAR, Inter de Milão) - 40 milhões de euros
Hakim Ziyech (MAR, Chelsea) - 40 milhões de euros
TOTAL DA JANELA: 1,6 bilhão de euros

Os 10 brasileiros mais caros

1 - Arthur (Juventus) - 72 milhões de euros
2 - Pedrinho (Benfica) - 20 milhões de euros
3 - Antony (Ajax) - 15,8 milhões de euros
4 - Matheus Pereira (Barcelona B) - 8 milhões de euros
Robson Bambu (Nice) - 8 milhões de euros
6 - Dudu (Al-Duhail) - 7 milhões de euros
7 - Yan Couto (Manchester City) - 6 milhões de euros
8 - Gustavo Maia (Barcelona B) - 4,5 milhões de euros
Hernani (Parma) - 4,5 milhões de euros
10 - Arthur Cabral (Basel) - 4,4 milhões de euros

Os 10 clubes que mais gastaram

1 - Barcelona (ESP) - 96 milhões de euros
2 - Chelsea (ING) - 93 milhões de euros
3 - Juventus (ITA) - 82,5 milhões de euros
4 - Manchester City (ING) - 78,5 milhões de euros
5 - Napoli (ITA) - 70 milhões de euros
6 - Inter de Milão (ITA) - 65 milhões de euros
7 - Atlético de Madri (ESP) - 56 milhões de euros
8 - Paris Saint-Germain (FRA) - 50 milhões de euros
9 - Borussia Dortmund (ALE) - 48 milhões de euros
10 - Bayern de Munique (ALE) - 45 milhões de euros

Os 10 clubes que mais venderam

1 - Barcelona (ESP) - 93 milhões de euros
2 - Juventus (ITA) - 87,3 milhões de euros
3 - Inter de Milão (ITA) - 79,9 milhões de euros
4 - Chelsea (ING) - 74 milhões de euros
Napoli (ITA) - 74 milhões de euros
6 - Lille (FRA) - 73 milhões de euros
7 - RB Leipzig (ALE) - 54,5 milhões de euros
8 - Bournemouth (ING) - 45,3 milhões de euros
9 - Manchester City (ING) - 45 milhões de euros
10 - Ajax (HOL) - 41 milhões de euros

Fonte: Transfermarkt

Rafael Reis