PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Rafael Reis


Flamengo tem a maior torcida do mundo: verdade ou lenda?

Torcida do Flamengo durante clássico contra o Fluminense em fevereiro - Alexandre Vidal/Flamengo
Torcida do Flamengo durante clássico contra o Fluminense em fevereiro Imagem: Alexandre Vidal/Flamengo
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

06/03/2020 04h20

O Flamengo possui a maior torcida do Brasil. Isso é fato e algo que há tempos já deixou de ser discutido. Mas de vez em quando surge alguém nas redes sociais falando que o número de apoiadores do clube carioca não é apenas o maior do Brasil, mas sim de todo o planeta.

Mas será que o time de Gabigol, Éverton Ribeiro, Bruno Henrique e companhia realmente é o que mais mobiliza torcedores no mundo todo?

Ou será que essa história é apenas mais uma das várias lendas urbanas que fazem tanto sucesso no mundo do futebol, como o autismo de Lionel Messi e a transexualidade de Marco Verratti, meia italiano do Paris Saint-Germain?

Para responder essa pergunta, primeiro é necessário definir qual é o real tamanho da torcida rubro-negra.

De acordo com a mais recente pesquisa do Datafolha sobre o tema, divulgada em setembro do ano passado, 20% da população brasileira se declara flamenguista. Isso dá algo em torno de 40 milhões de pessoas.

Dentro do seu próprio país, nenhum outro clube do planeta chega a essa marca. Quem mais se aproxima dos números do Flamengo são os mexicanos América e Chivas Guadalajara, que, segundo pesquisa de 2018, contam com 28 e 27 milhões de torcedores, respectivamente.

A questão é que, em tempos em que o mundo inteiro consome competições como Liga dos Campeões e os campeonatos Inglês, Espanhol e Italiano, por exemplo, os principais times da Europa possuem torcidas globais.

E aí, os números atingidos são impossíveis de serem acompanhados pelo Flamengo.

O Manchester United, por exemplo, estima que tem 650 milhões de torcedores espalhados por todos os cantos do planeta. Só na Ásia seriam mais de 325 milhões de pessoas acompanhando os passos dos "Red Devils".

Barcelona e Real Madrid são outros times que afirmam ter bases de fãs que ultrapassam a casa dos 200 milhões.

Mas o Flamengo não tem torcida no exterior? É claro que possui. Só que nada que seja suficiente para colocá-lo em patamar semelhante ao dos principais clubes do Velho Continente.

Segundo dados do Ministério das Relações Exteriores, em 2016 havia aproximadamente 3 milhões de brasileiros vivendo em outros países. Adotando a mesma proporção da pesquisa do Datafolha, teríamos 600 mil flamenguistas a mais. Apesar de não haver uma medição oficial, número de estrangeiros que apoiam o Fla não é tão alto assim para impactar o resultado da avaliação.

Ou seja, o Flamengo tem a maior torcida do mundo quando considerados apenas os torcedores que residem no próprio país onde está localizado o clube. Mas, se o leque é aberto para apoiadores de todas as nacionalidades, aí ele fica longe do topo.

Você pode até questionar se os fãs asiáticos, africanos ou da Oceania que acompanham os clubes ingleses e espanhóis são tão conectados aos times quando aqueles que vivem na vizinhança deles, mas não os números.

E vale lembrar que o Fla, em uma outra escala, também se beneficia desses "torcedores de fora", já que parte considerável dos seus apoiadores vivem no Norte e no Nordeste, regiões onde o clube só eventualmente se apresenta, e dividem seu coração entre o time rubro-negro e equipes locais.

Atual campeão da Libertadores, o Flamengo iniciou com vitória a defesa do título conquistado no ano passado. Na última quarta-feira (4), derrotou o Junior de Barranquilla, na Colômbia, por 2 a 1.

O próximo compromisso rubro-negro na competição continental é a partida contra o Barcelona de Guayaquil, no Maracanã, no dia 11 de março. Antes, tem pela frente o clássico com o Botafogo, pelo Estadual do Rio, amanhã.

Rafael Reis