PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Rafael Reis


Brasileiro encosta no top 10 da Chuteira de Ouro; dupla briga pela ponta

João Pedro comemora gol no Campeonato Italiano; já são 16 nesta temporada - Reprodução
João Pedro comemora gol no Campeonato Italiano; já são 16 nesta temporada Imagem: Reprodução
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

03/03/2020 04h20

Classificação e Jogos

Ainda não deve ser nesta temporada que o Brasil vai acabar com um jejum de quase duas décadas sem conquistar a Chuteira de Ouro.

Mas pelo menos um brasileiro tem trabalhado duro para colocar o único país pentacampeão mundial de futebol entre os primeiros colocados do troféu concedido ao maior artilheiro dos campeonatos nacionais da Europa em 2019/2020.

Formado nas categorias de base do Atlético-MG e ex-parceiro de Neymar no Santos, João Pedro marcou duas vezes na derrota por 4 a 3 do Cagliari para a Roma, no domingo (1º), e encostou no top 10 do prêmio.

Com isso, chegou a 16 gols no Campeonato Italiano, tem 32 pontos na Chuteira de Ouro e ocupa a 12ª colocação no ranking dos artilheiros máximos da temporada no Velho Continente.

O brasileiro está empatado com o argentino Sergio Agüero (Manchester City) e com o francês Moussa Dembélé (Lyon). Todos eles estão a um gol (ou dois pontos) de alcançar Romelu Lukaku (Inter de Milão), Pierre-Emerick Aubameyang (Arsenal), Jamie Vardy (Leicester) e Wissam Bem Yedder (Monaco), que estão no top 10.

Aos 27 anos, João Pedro vive a melhor temporada de sua carreira. No Cagliari desde 2014, o camisa 10 nunca havia marcado mais de sete vezes em uma única edição da primeira divisão italiana. Desta vez, já fez mais que o dobro de gols do seu recorde anterior.

Entre suas vítimas em 2019/2020, estão clubes importantes do Calcio, como Inter de Milão e Roma. Já contra a Lazio, líder da competição, o atacante passou em branco, mas deu um passe para gol.

O Brasil não fatura a taça desde 2001/2002, quando Jardel (Sporting) foi o goleador máximo da temporada europeia. O ex-centroavante de Palmeiras e Grêmio também levantou o troféu em 1998/1999. Além dele, apenas Ronaldo (1996/1997) já colocou o país no lugar mais alto do pódio.

Lá na frente, a briga pela Chuteira de Ouro parece cada vez mais restrita ao italiano Ciro Immobile (Lazio) e ao polonês Robert Lewandowski (Bayern de Munique). A diferença entre o líder e o vice-líder é só de quatro pontos (ou dois gols).

Immobile, que está na frente, teve um raro fim de semana sem gols na vitória por 2 a 0 sobre o Bologna, no sábado. Lewa, por sua vez, desfalcou o Bayern na goleada por 6 a 0 sobre o Hoffenheim devido a uma lesão no joelho esquerdo e não deve voltar aos gramados antes do fim do mês.

O maior vencedor da história da Chuteira de Ouro é Lionel Messi, do Barcelona, que ganhou o prêmio em seis oportunidades (2010, 2012, 2013, 2017, 2018 e 2019). Na atual temporada, o atual tricampeão ocupa o sexto lugar, com 36 pontos.

O "Blog do Rafael Reis" publica a cada terça-feira uma nova parcial da disputa.

Confira o top 10 da Chuteira de Ouro

1º - Ciro Immobile (ITA, Lazio) - 54 pontos (27 gols)
2º - Robert Lewandowski (POL, Bayern de Munique) - 50 pontos (25 gols)
3º - Cristiano Ronaldo (POR, Juventus) - 42 pontos (21 gols)
Erling Haaland (NOR, Borussia Dortmund*) - 42 pontos (25 gols)
Timo Werner (ALE, RB Leipzig) - 42 pontos (21 gols)
6º - Kylian Mbappé (FRA, Paris Saint-Germain) - 36 pontos (18 gols)
Lionel Messi (ARG, Barcelona) - 36 pontos (18 gols)
8º - Jamie Vardy (ING, Leicester) - 34 pontos (17 gols)
Pierre-Emerick Aubameyang (GAB, Arsenal) - 34 pontos (17 gols)
Romelu Lukaku (BEL, Inter de Milão) - 34 pontos (17 gols)
Wissam Ben Yedder (FRA, Monaco) - 34 pontos (17 gols)

*Nove gols pelo Borussia Dortmund e 16 pelo Red Bull Salzburg

Rafael Reis