Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
OpiniãoEsporte

O dia em que António Oliveira foi pequeno assistente de Sven Goran Eriksson

Quarto técnico português da história do Corinthians, António Oliveira tem o futebol em suas veias.

Pequenino, aos 7 anos de idade, viajou com o pai, Toni, para a final da Liga dos Campeões de Viena, entre Milan e Benfica.

A fotografia é um tesouro.

António Oliveira, técnico do Corinthians, quando criança ao lado de Sven Goran Eriksson
António Oliveira, técnico do Corinthians, quando criança ao lado de Sven Goran Eriksson Imagem: Foto: reprodução/ redes sociais

O técnico benfiquista era o sueco Sven Goran Eriksson, antes treinador de Dunga na Fiorentina e vencedor da Copa da Uefa pelo IFK Gotemburgo.

Mais tarde, campeão italiano pela Lazio, de Nedved, treinador da seleção inglesa nas Copas do Mundo de 2002 e 2006.

No noticiário de 2001, foi cotado para assumir a seleção brasileira, antes de Felipão. Na época, deu entrevista ao diário LANCE! "O Brasil deve ser treinado por brasileiros."

Eriksson comoveu o mundo recentemente ao publicitar seu diagnóstico de câncer no pâncreas. Antes, comoveu e comoveu-se com o menino benfiquista da fotografia.

Continua após a publicidade

Era Antonio Oliveira, aos 7 anos. O Benfica perdeu aquela decisão para o Milan, por 1 x 0, gol do holandês Frank Rijkaard.

O futebol nunca saiu das veias do garotinho, hoje treinador corintiano e que estreia justamente contra... a Portuguesa.

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes