PUBLICIDADE
Topo

14 Anéis

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Quais são os times que você precisa conhecer para acompanhar a NBA em 2022

 Los Angeles Lakers de LeBron James e Los Angeles Clippers de Kawhi Leonard  - Icon Sportswire/Icon Sportswire via Getty Images
Los Angeles Lakers de LeBron James e Los Angeles Clippers de Kawhi Leonard Imagem: Icon Sportswire/Icon Sportswire via Getty Images
Conteúdo exclusivo para assinantes
Vitor Camargo

Vitor Camargo é economista formado pela Faculdade de Economia e Administração da USP. Desde 2011 escreve sobre esportes americanos, com passagens por Yahoo, Gazeta do Povo e o seu próprio site, o Two-Minute Warning. Foi comentarista de beisebol na Fox Sports e consultor técnico na tradução do livro Moneyball (2011). É autor do livro Era de Gigantes (2019), o primeiro sobre a história da NBA escrito no Brasil, e apresentador do podcast Na Era do Garrafão.

11/11/2021 04h00

Continuando o Especial NBA, nós falamos mais cedo sobre os principais jogadores da NBA, aqueles que você precisa conhecer para acompanhar a NBA em 2022 —não necessariamente os melhores, mas os mais relevantes e importantes. Agora, vamos fazer o mesmo com os times. A NBA tem 30 franquias, então não podemos falar de TODAS. A ideia é selecionar algumas e explicar por que ela é importante e por que você deve prestar atenção a eles em 2021/22, especialmente se está começando agora a acompanhar a liga e precisa de um norte para saber se direcionar.

Parte I - A NBA
Parte II - O jogo e a quadra
Parte III - As posições do basquete
Parte IV - O ataque na NBA
Parte V - A defesa na NBA
Parte VI - Os principais jogadores

E, assim como no caso dos jogadores, essa não é uma lista dos MELHORES times, e algum time que tenha ficado fora não é por ser menos importante ou não ter chances de título. Com limite de tempo e espaço, é só para selecionar aqueles que eu acho mais importante para que alguém chegando agora possa acompanhar com alguma informação. Se eu deixei algum time de fora, use os comentários para expandir a lista!!

Los Angeles Lakers

O Los Angeles Lakers é a franquia mais importante da NBA; é uma das mais valiosas, historicamente mais importantes, que tem a maior torcida, e a que melhor exemplifica a relevância da NBA fora das quadras. Mesmo quando os Lakers são ruins ou não disputam nada, ainda é o time que tem a maior e mais extensa cobertura e atenção da mídia. Imagine, então, o que acontece quando o time é um candidato ao título e conta com duas legítimas superestrelas no seu elenco —o nível de interesse e atenção explode. E é o que está acontecendo agora.

Os Lakers se sagraram campeões da NBA em 2020, após o adiamento da temporada devido à pandemia de covid, graças às suas duas estrelas: LeBron James e Anthony Davis. Mas, após um 2021 irregular, marcado por múltiplas lesões e que acabou em derrota na primeira rodada dos playoffs, os Lakers abandonaram completamente o modelo que levou o time ao título e apostaram todas suas fichas em adicionar mais uma estrela ao seu time —no caso, o ex-MVP Russell Westbrook.

Desde então, os Lakers se tornaram um dos experimentos mais estranhos da NBA. Em talento, Los Angeles não deve nada a nenhum time, e enquanto Davis e LeBron estiverem juntos e saudáveis, os Lakers são candidatos ao título independentemente de quem estiver ao seu redor. Se conseguirem corretamente integrar Westbrook, ainda melhor. Mas a chegada de Russ também cria diversos problemas de encaixe e elenco que diminuem em muito a margem de erro dos Lakers caso não sejam resolvidos, ainda mais considerando que LeBron e especialmente Davis têm tido dificuldades de ficar em quadra consistentemente.

Sucesso ou fracasso, uma coisa é certa: você vai ouvir falar muito nesse time ao longo do ano.

Milwaukee Bucks

O Milwaukee Bucks é o atual campeão da NBA, tendo vencido o Phoenix Suns nas Finais para finalmente chegar ao topo da montanha depois de uma série de fracassos decepcionantes. Tendo trazido de volta o mesmo núcleo campeão para mais um ano, dessa vez com a confiança de uma equipe que sabe o quão boa pode ser, os Bucks entraram em 2022 como um dos grandes favoritos ao título até aqui.

Seu começo de ano, até aqui, não foi muito de acordo com os planos. Tirando Giannis, todos os outros quatro titulares já perderam múltiplos jogos com lesões, e o time tem sofrido com um começo lento. Com suas expectativas por outro anel de campeão, esse começo ruim poderia despertar nervosismo em uma equipe mais crua ou mesmo uma menos realizada, mas Milwaukee ainda não tem motivos para pânico. Eles sabem perfeitamente que o importante é chegar com o time saudável e inteiro aos playoffs, e conforme os titulares forem voltando, eles devem retomar o caminho das vitórias sem maiores problemas. Uma vez lá, já mostraram o que podem fazer contra os melhores times da liga —o tipo de benefício da dúvida que um título de NBA vai trazer para você.

Phoenix Suns

O outro finalista da NBA em 2021, os Suns chegaram a abrir uma vantagem de 2-0 sobre os Bucks nas Finais da NBA antes de Milwaukee emendar quatro vitórias seguidas para ficar com o troféu. Phoenix também trouxe de volta a mesma base e o mesmo quinteto titular da sua espetacular campanha de 2021, e apesar de ter sido atingido por um escândalo de bastidores envolvendo seu dono, a equipe ainda entra em 2022 com pretensões de título após chegar tão perto um ano atrás.

Mas a vida dos Suns talvez não seja tão fácil assim. Eu já escrevi sobre as dificuldades que Phoenix deve enfrentar em 2022 para repetir sua campanha dominante —em especial, algumas variáveis fora do seu controle foram totalmente favoráveis no passado e dificilmente devem se manter assim. Mas os motivos para otimismo também existem, e principalmente se devem às suas duas estrelas: Chris Paul e Devin Booker. Caso a boa defesa que mostraram em 2021 se mantenha por mais um ano, Phoenix ainda precisa ser considerado um dos candidatos ao título da NBA.

Brooklyn Nets

Antes de a temporada começar, o Brooklyn Nets era o grande favorito ao título da NBA nas casas de apostas. Mesmo que sua defesa seja apenas mediana, o puro poder ofensivo do trio de superestrelas Kevin Durant-James Harden-Kyrie Irving fazia de Brooklyn o time mais letal da NBA, uma mistura de dominância individual e coesão coletiva no ataque que não tem igual na NBA. Ano passado, apesar de Harden E Kyrie estarem machucados, os Nets ainda levaram o eventual campeão Milwaukee a sete jogos e só não venceram por meio centímetro. Com o trio saudável, um ano a mais para se entrosarem e acostumarem e melhor sorte de lesões, a expectativa é que a equipe seria imparável.

Mas chegou 2022, e o time encontrou um problema inesperado: uma das suas estrelas, o polêmico e imprevisível Kyrie Irving, tem sido um firme partidário do movimento anti-vacina dentro da NBA, e o estado de Nova York exige vacinação para participação em eventos em lugares fechados —o que inclui jogos de basquete. Logo, Kyrie não pode atuar pelos Nets em Nova York, tampouco treinar com a equipe. Ele poderia apenas participar dessas atividades em jogos fora de casa. Diante dessa perspectiva, os Nets tomaram a decisão de afastar Kyrie do time por tempo indeterminado, até que se vacine ou então que NY mude suas leis sobre vacinação.

Os Nets sem Kyrie ainda são perfeitamente capazes de serem campeões da NBA, se não forem os favoritos. Kevin Durant e James Harden ainda são espetaculares, e a equipe tem muito mais opções e profundidade do que times com três astros costumam ter. Mas a margem de erro inegavelmente cai e muito, e o time não pode mais contar com as explosões ofensivas que muitas vezes em 2021 esconderam os outros problemas da equipe. Discussões de antivacina não são divertidas por motivos óbvios, mas vai ser fascinante acompanhar como os Nets se adaptam e o quão bom conseguem ser caso Irving perca toda a temporada.

Golden State Warriors

A dinastia dos Warriors nos anos 2010 foi uma das mais incríveis da história da NBA. Entre 2015 e 2019, Golden State venceu o competitivo Oeste cinco vezes seguidas, e a NBA em três ocasiões. Mas a saída de Kevin Durant e múltiplas lesões em Klay Thompson e Stephen Curry derrubaram a equipe desse patamar para ser um dos piores times da NBA em 2020 e um apenas mediano em 2021.

Em 2022, no entanto, a expectativa é que Golden State volte a ser um dos candidatos ao título. Curry e Draymond Green estão saudáveis, e Klay Thompson finalmente deve voltar na reta final da temporada. Além disso, o time se reforçou bem e montou um dos elencos mais profundos da liga, e esses anos decepcionantes deixaram os Warriors com boas escolhas de Draft e diversos jovens talentos —jogadores que podem explodir ou serem usados como moeda de troca por um veterano estabelecido. E, talvez mais importante, Golden State parece ter voltado à sua identidade anterior à saída de Durant, e tem redescoberto seu melhor basquete no processo.

Se, na prática, a temporada dos Warriors vai funcionar assim, é difícil dizer. Golden State tem se aproveitado de um calendário favorável, ainda é uma incógnita como Klay vai voltar de dois anos parado e duas lesões devastadoras, e nós sabemos que o basquete não é linear. 2021 também era supostamente para ser um ano de brigar pelo título, e Golden State acabou perdendo os playoffs. Mas o começo tem sido bem animador, não só pelos resultados mas pelo que parece ser uma volta às raízes do que fez dos Warriors um dos times mais únicos e divertidos da história da NBA em anos recentes.

Los Angeles Clippers

Assim como seu astro, Kawhi Leonard, os Clippers são um dos times mais difíceis de se projetar na NBA. No papel, os Clippers são talvez o melhor time da liga tirando os Nets, com duas grandes estrelas e um elenco extremamente profundo e versátil, que pareceu ter encontrado uma nova e mortal identidade nos playoffs de 2021. Não fosse a lesão de Kawhi, os Clippers possivelmente teriam chegado às Finais da NBA e quem sabe vencido o título.

O problema é que esse time nunca cumpre o que promete. No momento, a grande incógnita é a ausência de Leonard depois da sua lesão. Caso Kawhi volte bem e saudável a tempo para os playoffs, como é a expectativa, os Clippers ainda têm chances bem reais de título e serão um dos times que ninguém vai querer enfrentar pela frente. Tudo que eles precisam fazer é se manter acima da superfície o suficiente até que seu astro volte. Só que Kawhi tem um histórico complicado com lesões, e o tempo pode ficar apertado. Ser liberado para jogar não é o mesmo que voltar em alto nível, e sem Kawhi a equipe provavelmente não tem o poder de fogo para brigar com os grandes times do Oeste.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL