PUBLICIDADE
Topo

Garupa: 5 dicas para levar crianças na moto e o que você nunca pode fazer

Crianças também devem usar equipamento completo: capacete de tamanho adequado, calça, jaqueta e luvas - Arquivo pessoal
Crianças também devem usar equipamento completo: capacete de tamanho adequado, calça, jaqueta e luvas Imagem: Arquivo pessoal
Arthur Caldeira

Arthur Caldeira, jornalista e motociclista (necessariamente nessa ordem) fundador da Agência INFOMOTO. Mesmo cansado de ouvir que é "louco", anda de moto todos os dias no caótico trânsito de São Paulo.

Colunista do UOL

11/10/2020 04h00

Entre as alterações aprovadas no Código de Trânsito Brasileiro, está o aumento da idade mínima de 7 para 10 anos para levar crianças na garupa da moto. As mudanças ainda precisam ser sancionadas pelo presidente, mas tudo indica que essa regra deve passar a valer em breve.

Vale lembrar que levar criança na moto abaixo da idade permitida na lei é infração gravíssima, com multa de R$ 293,47. A legislação também já tinha outras regras para transportar passageiros em motocicletas - e elas também valem para os mais jovens, é claro.

Além disso, carregar o filho ou filha, ou qualquer criança, em uma moto não é brincadeira. É preciso ter cuidado redobrado e atenção às mudanças que o peso extra causa na pilotagem. Confira sete dicas para levar criança na garupa com segurança e veja também o que nunca fazer.

Equipamento de proteção

A garupa deve usar os mesmos equipamentos de proteção que o motociclista. A começar pelo capacete, que deve ser infantil, para que não fique muito largo na cabeça. O capacete não pode ficar apertado, mas deve estar justo ao rosto e à cabeça.

De preferência, deve usar calçado fechado, para proteger os pés; calça, luvas e jaqueta apropriada. Lembre-se que a garupa corre os mesmos riscos que você ao andar de moto e, portanto, também deve estar protegida.

criança garupa - Divulgação - Divulgação
Escolha um capacete infantil, de forma que fique justo na cabeça da criança
Imagem: Divulgação

Peso extra

Uma criança de 10 anos pesa cerca de 30 kg ou mais, mas já muda o comportamento da moto. Prepare-se para esse peso extra, que irá influenciar a aceleração, a frenagem e as suspensões da moto. O ideal é calibrar os pneus, de acordo com a pressão indicada pelo fabricante para transportar duas pessoas.

Não deixe a criança subir na moto até que você esteja pronto. Pare perto da calçada, abrace o tanque com as pernas e acione o freio dianteiro para estabilizar a moto. Não se esqueça de abrir as pedaleiras, antes de a criança subir.

Abraço transmite segurança

Mesmo que a moto tenha alças para garupa, o ideal é que a criança abrace o motociclista. Até para se sentir mais segura e não ficar com medo de cair para trás quando você acelerar. E, nas frenagens, ela pode se apoiar em você.

Pilote suavemente

Ao sair com a moto, arranque devagar. Não saia acelerando com tudo. Pilote suavemente, com trocas de marchas no tempo certo usando o torque do motor. Evite andar em alta velocidade ou inclinar demais nas curvas.

Não deixe para frear "em cima" e dê um toque no freio traseiro primeiro. Essa é uma maneira de evitar que a garupa bata o capacete contra o seu e também estabiliza a moto. Use os freios de forma progressiva - aumentando a força aplicada no manete e no pedal aos poucos.

Dificilmente uma criança de 10 anos irá alcançar o pé no chão. Mas vale lembrar que o passageiro de uma moto deve manter os pés nas pedaleiras sempre, mesmo quando a moto parar.

Siga o mestre

Antes de partir, instrua a criança a ficar reta e firme, abraçada a você. Nas curvas, uma dica é ensinar a garupa a "seguir o mestre", acompanhando seus movimentos, enquanto olha para o lado que você está virando.

Peça à garupa para não se virar repentinamente ou fazer movimentos bruscos. Isso vai atrapalhar seu equilíbrio, no mínimo e, na pior das hipóteses, causar uma queda.

Criança só no banco

criança no tanque não - Infomoto - Infomoto
Nunca leve a criança no tanque da moto
Imagem: Infomoto

Muita gente tem o hábito de querer levar a criança sentada no tanque, pois acha mais seguro. Não é. Em caso de colisão, a criança pode ser projetada a frente e os riscos são altíssimos. Também não leve mais de uma criança na garupa, pois aumenta o risco de acidente, sem falar que isso também é infração de trânsito.

Não corra demais

Não corra demais e respeite a velocidade máxima da via. Também evite inclinar exageradamente nas curvas. Ao levar uma criança - ou qualquer um - na garupa, siga as leis de trânsito.

Algumas crianças até pedem para você acelerar forte ou fazer manobras com a moto, mas não faça isso. Como adulto responsável sua obrigação é pilotar da forma mais segura possível.

Imagine como você não se sentiria culpado se sofressem uma queda por uma brincadeira sua ou por excesso de velocidade?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.