Infomoto

Infomoto

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
ReportagemCarros

Não é só velocidade: 4 infrações mais cometidas por motociclistas

Transitar acima da velocidade permitida é a principal infração cometida por motociclistas no Brasil, segundo levantamento da Zapay, fintech especializada em soluções automotivas, entre os usuários do aplicativo. De janeiro e maio deste ano, 21% das multas aplicadas aos motociclistas foram por excesso de velocidade. Isso ajuda a explicar o aumento nos acidentes com motos.

Apesar de ser a mais comum, "correr demais", contudo, não é a única infração cometida pelos motociclistas. A pesquisa analisou as multas aplicadas aos motociclistas entre janeiro e maio deste ano e elencou as quatro infrações mais cometidas por motociclistas.

Depois da velocidade excessiva, o uso de calçados inadequados aparece em segundo lugar, com 16,3%. Embora a legislação não determine o tipo exato de calçado, pilotar motos de chinelo, ou calçados que não se firmem aos pés, também pode gerar multa.

Na terceira posição, aparece a infração de conduzir a moto sem a habilitação (5,45%), seguido pela ausência de capacete (2,6%). Infelizmente, ainda em pleno 2023, ainda há pessoas que insistem em circular sem esse equipamento obrigatório.

Além do risco à segurança dos próprios motociclistas e dos demais usuários das vias, essa conduta pode doer no bolso ou até suspender a CNH. Confira abaixo as infrações mais cometidas por quem anda de moto e as penas previstas no Código Brasileiro de Trânsito.

1- Multa por excesso de velocidade

As multas por excesso de velocidade variam conforme a gravidade da infração. Quanto maior for o porcentual de velocidade excedida, mais cara será a punição. Dirigir ultrapassando 20% do limite estabelecido é considerado infração média, descontando 5 pontos na carteira. Nesse caso, o valor da multa é de R$ 130,16.

Se exceder a velocidade máxima em mais de 20% e até 50%, o motociclista comete infração grave, acarretando 5 pontos na habilitação e pagando multa de R$ 195,23. Caso ultrapasse 50% do limite da via, já é considerada infração gravíssima, rendendo 7 pontos na CNH, e multa de R$ 880,41.

2- Conduzir motocicleta com calçado inadequado

Continua após a publicidade

Uma infração comum, mas igualmente preocupante, é a condução de motos com calçados inadequados. O uso de sapatos que não se firmam ao pé, como chinelos e sandálias, pode comprometer a estabilidade e o controle da moto. Dessa forma, representa um risco adicional para o condutor e demais usuários das vias.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, não usar um calçado firme aos pés e que comprometa a utilização dos pedais da moto trata-se de infração média, com a adição de 4 pontos na CNH. O valor da multa é de R$ 130,16.

3 - Conduzir motocicleta sem possuir CNH

A falta de habilitação na categoria A é uma infração considerada gravíssima e acarreta multa no valor de R$ 880,41 (o valor da multa pode ser reajustado pelos órgãos responsáveis pela fiscalização de trânsito).

Cometer essa infração implica na retenção da moto até a apresentação de condutor habilitado, e também na remoção desse veículo ao pátio, caso não apareça o condutor habilitado no local da abordagem.

4- Conduzir a motocicleta sem capacete

Continua após a publicidade

A falta de uso do capacete é uma infração que coloca diretamente em risco a vida e a integridade física dos condutores de motos. Trata-se de um equipamento de segurança essencial, projetado para proteger a cabeça em caso de acidentes. A não utilização aumenta consideravelmente a gravidade das lesões em caso de colisões ou quedas.

De acordo com o CTB, conduzir motocicleta sem capacete é infração gravíssima, com multa de R$ 293,47 e suspensão imediata do direito de dirigir. Além disso, também se aplicam medidas administrativas, como retenção do veículo e recolhimento da CNH.

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes