PUBLICIDADE

Topo

Sete ervas: vaso com plantas de proteção é indicado para casas e empresas

A pimenta é um das plantas que compõem o vaso de sete ervas - Spod/ iStock
A pimenta é um das plantas que compõem o vaso de sete ervas Imagem: Spod/ iStock

Claudia Dias

Colaboração para Universa

04/11/2021 04h00

O poder oculto das plantas vai muito além das crendices populares. As propriedades vibracionais da flora são excelentes recursos para equilibrar as energias de ambientes e, consequentemente, beneficiar moradores e quem passa por tais espaços. Com o vaso das sete ervas a história não é diferente. O mix de distintas plantas em um só lugar é reconhecido pelo trabalho energético que executa. "Trata-se da união de ervas com diversas propriedades, mas todas com uma ação em comum: elas afastam energias negativas. Além disso, atraem boas vibrações que elevam a aura de quem habita ou utiliza seu redor", diz Luana Sudré, da equipe do Astrocentro.

A especialista acrescenta que energias negativas se referem a todos os sentimentos que atraem algo de ruim para a vida das pessoas e fazem com que se sintam mal, como inveja, falsidade, agressividade, vícios e por aí vai. "Uma casa rodeada por esses sentimentos tem sua harmonização cortada. Logo, todos que convivem ali acabam sendo sugados por essa negatividade também", pontua.

A presença de um vaso de sete ervas repele todo esse conjunto ruim e, de quebra, atrai a positividade, sobretudo amor, alegria, produtividade, proteção, prosperidade e paciência.

As sete ervas

O vaso deve ser composto pelas plantas abaixo. As três primeiras são voltadas para a harmonização do ambiente. As outras quatro servem mais para limpeza, pois são energeticamente quentes e, por isso, eliminam a negatividade ao seu redor.

1. Manjericão: além de ser um tempero delicioso, essa erva traz alegria e amor ao seu redor.

2. Alecrim: aromática e ótimo tempero, é uma planta que se mantém perto do que é considerado sagrado.

3. Espada-de-são-jorge: também conhecida como língua de sogra, simboliza proteção. Recebeu o nome por remeter ao instrumento usado por Jorge da Capadócia, ou São Jorge.

4. Arruda: esta erva afasta maus pensamentos, energias negativas e azar. Serve também como proteção.

5. Guiné: protege contra tudo o que há de ruim porque emana boas energias, otimismo e muita sorte.

6. Pimenta: bem conhecida por afastar inveja e mau-olhado, também atrai prosperidade e sorte.

7. Comigo-ninguém-pode: seu nome já diz muito! Ela é capaz de emanar energia boa e quebrar toda negatividade que é jogada para as pessoas.

Como montar o vaso

Assim como ocorre com qualquer outro plantio, as espécies devem receber atenção no que diz respeito a regas, exposição ao sol, etc. Entretanto, o ato de cuidar das plantas é bastante importante, pois libera uma grande energia por parte da pessoa, que é absorvida pelos vegetais.

Para começar a montar um vaso de sete ervas, é importante escolher um recipiente que agrade aos olhos e combine com o espaço, pontos fundamentais para a harmonização. Se possível, é melhor optar por peças fundas, que valorizam o crescimento das plantas.

Outro ponto que pede um olhar mais atento é a escolha das mudas. Com cada espécie, é melhor padronizar o tamanho, para que não haja "competição" ao crescerem.

"Quando várias plantas são colocadas juntas, o crescimento fica mais limitado", alerta a especialista do Astrocentro. Lembre-se de colocar as variações que desenvolvem maior altura, como a espada-de-são-jorge, ao fundo, plantando as menores mais à frente.

Onde posicionar o vaso

Depois de montado, com mudas e substratos adequados, o vaso deve ser instalado em um local que ofereça boas condições para o crescimento. "Isso significa receber iluminação natural e ventilação necessárias", esclarece Luana Sudré.

Como a ideia é harmonizar o ambiente como um todo, uma boa opção é deixar o vaso de sete ervas próximo a alguma janela ou onde queira afastar energias ruins e atrair proteção, como a porta de entrada da casa ou mesmo da empresa.