PUBLICIDADE

Topo

Alto Astral

Porta de casa pede proteção especial de amuletos. Saiba quais escolher

Saiba como deixar o seu lar mais protegido - iStock
Saiba como deixar o seu lar mais protegido Imagem: iStock

Claudia Dias

Colaboração para Universa

18/04/2021 04h00

Entrar e sair pela porta da casa é algo tão banal que a maioria das pessoas, provavelmente, nunca parou para pensar na importância de protegê-la. É que, além de ser um vão de passagem, funciona como um portal, permitindo o acesso de energias nem sempre bem-vindas. Para evitar isso, amuletos revelam-se boas alternativas.

"A porta é a entrada para o aconchego do lar, o lugar que representa proteção. Como também pode ser considerada um portal - que, na espiritualidade, é uma passagem interdimensional que liga o mundo físico ao espiritual, onde se tem um fluxo contínuo de energia -, é responsável pela entrada e condução da energia", detalha a terapeuta holística Elaine Caetano, da Arqueologia do Ser.

Fora de casa, os moradores transitam por diferentes lugares, se conectam a pessoas distintas e experimentam uma variedade de sentimentos, podendo levar energias negativas para dentro do lar, no retorno. Da mesma forma, esse carregamento energético pode ocorrer com a chegada de eventuais visitas.

"A falta de proteção para aqueles que acreditam na movimentação energética ou espiritualidade pode acarretar uma diversidade de acontecimentos como, por exemplo, baixa do padrão vibratório, que ocasiona cansaço excessivo, irritabilidade, tristeza, insônia, pesadelos, mal-estar, dor de cabeça e por aí vai", observa Elaine Caetano.

Qual porta proteger?

É por essa razão que a porta de acesso à casa deve receber uma atenção especial. Entretanto, as secundárias, como as do fundo ou mesmo as internas, dos cômodos (onde é mais fácil controlar o acesso de quem entra e sai), também podem ser protegidas.

Nesse caso, segundo Elaine, o amuleto ou tipo de proteção costuma ter a ver com a crença de cada pessoa. "Tudo vai depender do que faz mais sentido: para alguns, um pequeno amuleto como o olho grego já é o suficiente; para outros, é necessário um altar, com imagens, pedras e até plantas. O importante é olhar com carinho para sua porta e protegê-la" diz.

O que usar

A seguir, Elaine Caetano indica e explica nove intervenções que podem ser aplicadas na porta.

  • Olho grego

Também chamado de Olho turco, Olho azul, Olho místico, é um amuleto que absorve energias negativas, limpando e protegendo contra inveja e mau-olhado. Geralmente é feito de vidro e cumpre seu propósito quando se racha ou quebra - devendo, nesse caso, ser substituído. Pode ser fixado na porta ou acima da passagem.

  • Hamsá

O símbolo também é chamado de Mão de Fátima e Mão de Miriam, usado principalmente pelos judeus e islâmicos. Fátima representa a filha mais nova de Maomé, enquanto Miriam é associada à irmã do profeta Moisés. O formato de uma mão com os dedos estendidos para cima mostra uma relação com o céu, ou seja, com o espiritual. É recomendado estar sempre no ponto mais alto da porta e ser mantido limpo em tempo integral.

  • Ba-guá

Instrumento usado pelo Feng Shui, técnica milenar chinesa de harmonização de ambientes, é uma forma geométrica octogonal. "Octógono é uma figura de transmissão entre o círculo (símbolo do céu) e quadrado (símbolo da terra), nos dizendo que tudo está em contínua mutação, ensinando-nos a viver o presente consciente, usufruindo o melhor de todas as coisas", diz Elaine. Como símbolo de proteção, deve ser colocado acima da porta de entrada, bem ao centro, para repelir energias negativas. Se houver duas entradas, coloque o ba-guá em ambas. Se quebrarem, devem ser substituídos.

  • Pedras

Entre as muitas alternativas, duas pedras são indicadas para a porta de entrada - mantenha-as bem próxima da passagem, no chão ou junto a um vaso. Opte pela turmalina negra, que promove proteção e segurança, afastando toda energia negativa, ou pela vassoura-de-bruxa (cianita negra), que é ótima contra energias pesadas, inclusive negatividade vinda de magias e energias mentais.

  • Mezuzah

Trata-se de um artefato judaico, que contém um pequeno rolo de pergaminho no qual estão escritas passagens bíblicas, conhecidas como "Shemá" e "Vehaiá". É colocado em batentes de todas as entradas de residências, a sete palmos do chão, sempre apontado para parte interna do local, para que fique à altura dos olhos.

  • Ferradura

"É considerado amuleto poderoso desde a Grécia antiga por ser feito de ferro, elemento que os gregos acreditavam proteger de todo mal. Para eles, o formato também lembra a lua crescente, um símbolo de fertilidade e prosperidade", comenta Elaine. Na umbanda, a ferradura é associada ao orixá Ogum, enquanto cristãos europeus creditam sua origem a São Dunstan de Canterbury, arcebispo inglês e grande estudioso da metalúrgica. A indicação é fixar a ferradura no alto da porta, com as pontas viradas para cima, garantindo que a sorte nunca vá embora.

  • Vaso de 7 ervas

Algumas plantas são conhecidas desde a antiguidade por seus poderes mágicos. A combinação de sete delas é indicada para proteger o lar. O mix deve conter:

  • alecrim, que ajuda a elevar a vibração das pessoas e ambientes, favorece atividades de concentração e é conhecido como planta da alegria;
  • arruda, uma erva poderosa para combater a inveja e olho gordo, cuja vitalidade é um termômetro da energia local;
  • guiné, que promove grande limpeza energética no ambiente, bloqueia as vibrações negativas e evoca as positivas;
  • manjericão, pois acalma a mente e trazer paz de espírito;
  • pimenta, que é forte e poderosa, combatendo as energias mais pesadas;
  • espada-de-são-jorge, já que tem a capacidade de proteger, purificar e "cortar" a inveja e o mau-olhado;
  • comigo-ninguém-pode, planta que afasta energias negativas, quebra feitiços, magia e mau-olhado.

"Elas podem ser mantidas em vasos separados, pois cada uma exige condições de cultivo diferentes, tipos de solo, quantidade de água e exposição solar. As que precisam de mais luminosidade podem ser cultivadas do lado de fora da porta. Já as que precisam de menor atenção podem ficar do lado de dentro. O importante é cuidar delas com carinho, para que forneçam a proteção que o lar precisa", ensina Elaine Caetano.

  • Espelho

É alternativa muito usada pelo Feng Shui para controle energético. Deve ser colocado no lado de fora da porta, mais ou menos a 1,80 metro de altura. "Assim, impede que toda energia negativa ou ruim entre no ambiente. Ao atuar como filtro, a energia fica presa no espelho", diz a terapeuta. Mantenha-o sempre limpo e troque-o, caso se quebre.

  • Sal grosso

Usado por diferentes culturas para proteger de variadas formas de negatividade, pode ser mantido atrás da porta principal e dos ambientes internos, colocando um copo de vidro com água e a mesma medida de sal. "A combinação da água com sal é um poderoso catalisador de más energias", assegura Elaine. Deve ser trocado uma vez por semana e a porta precisa estar com a manutenção em dia e sempre limpa.

Alto Astral